• Arctic Monkeys já começou a gravar o sucessor de “AM” e revela previsão de lançamento


    O baixista do Arctic Monkeys, Nick O’Malley, confirmou que a banda começou a gravar seu novo álbum este mês. Uma série de fotos do grupo aparentemente em um estúdio surgiram no início deste ano, provocando especulações de que o sucessor de “AM” (2013) poderia mesmo estar a caminho. Recentemente, Matt Helders conheceu um fã e forneceu-lhe algumas novidades sobre o novo trabalho. De acordo com o baterista, o disco poderia ser esperado para o final de 2017. Porém, O’Malley teria garantido que o sexto álbum de estúdio dos britânicos será lançado apenas em 2018.

    Em outro bate papo, O’Malley garantiu aos jornalistas do site The Ride, dedicado a motociclistas, que as gravações começaram em um local secreto e que o disco tem que sair no ano que vem. “Se não sair, teremos problemas com os fãs”, declarou.

    Fonte: Rockline

  • Demi Lovato se manifesta contra ‘cura gay’: “Espero ver essa decisão errada consertada”


    A cantora Demi Lovato encorpou o coro de artistas que se manifestaram contra a decisão da Justiça Federal do Distrito Federal de permitir que psicólogos tratem gays e lésbicas como doentes. Com a decisão, esses profissionais podem fazer terapias de “reversão sexual” sem sofrer qualquer tipo de censura por parte dos conselhos de classe.

    Em um post publicado no Facebook nesta quarta-feira (20), Demi Lovato compartilhou a imagem de um punho fechado, pintado nas cores do arco-íris, que representam a comunidade LGBTQ, e acompanhada dos dizeres “Amor não é doença, é cura” e “Trate seu preconceito”. A imagem se tornou o ícone da indignação contra a liberação da chamada “cura gay”. Confira:

    Sobre o caso: a decisão, do juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, é liminar e acata parcialmente o pedido de uma ação popular. Esse tipo de tratamento é proibido desde 1999 por uma resolução do Conselho Federal de Psicologia. O órgão disse que vai recorrer.

    Fonte: G1

  • Está #irritado com uma pessoa ou página do Facebook? Conheça a função “snooze”


    Vem aí uma maneira de fugir dos textões e polêmicas-relâmpago do Facebook: aos poucos, a rede está liberando a função snooze aos seus usuários, que permite bloquear temporariamente ou “tirar uma soneca” de amigos, páginas ou grupos por 24 horas, 7 ou 30 dias. O Facebook tem tentado se tornar uma rede social mais densa, seja para segmentar anúncios ou dando preferência apenas a atualizações importantes de pessoas que não temos muito contato. O botão snooze também pode ajudar empresas como um termômetro para entender se algo está ou não funcionando em seu conteúdo. Além de, é claro, diminuir o ruído do nosso feed pessoal, ainda que por tempo limitado.

    Não dá para saber até que ponto a ferramenta vai ser eficiente, afinal, o próprio botão “ver menos” ainda não é muito confiável, mas parece uma solução compreensiva (e um tanto terapêutica) para aquele momento em que uma faísca de estresse surge na ponta dos dedos. Agora, em vez de deixar de seguir ou bloquear de cara, a gente apenas coloca para dormir.

    Fonte: B9