• Quem passa muito tempo em redes sociais se sente mais solitário, diz estudo


    Embora o Facebook não pare de afirmar que sua missão é “conectar pessoas”, os efeitos reais da rede social são bem menos otimistas. De acordo com um estudo recém-publicado da Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh, jovens adultos que passam muito tempo nas redes sociais têm maior probabilidade de sentir solidão e isolamento social. Ao todo, o estudo abordou 1.787 pessoas nos Estados Unidos com idades de 19 a 32 anos. Por meio de um questionário, os pesquisadores avaliaram o tempo que cada uma delas passava em 11 das redes sociais mais populares: Facebook, Youtube, Twitter, Google Plus, Instagram, Snapchat, Reddit, Tumblr, Pinterest, Vine e LinkedIn.

    Leia mais: Quanto mais tempo as pessoas passam em redes sociais, maior a probabilidade de que elas sintam solidão

    Fonte: Olhar Digital

  • Facebook começa a testar o botão ‘dislike’


    Quando introduziu as reações, um ano atrás, o Facebook deu uma resposta satisfatória aos pedidos por um botão de “não curtir”, já que os usuários passaram a contar com duas opções para expressar negatividade sem que aquele ícone fosse necessário. Agora, porém, a rede social parece ter encontrado uma finalidade para o tal do “dislike”. O Facebook está testando a inclusão de reações ao Messenger. A ideia é permitir que as pessoas respondam a cada mensagem com um emoji, sem que seja necessário escrever alguma coisa.

    Nesse contexto, a rede social entendeu que compensaria permitir o uso do “dislike”, mas só porque no Messenger ele ganha uma conotação diferente. Há sete reações em teste, cinco delas podem ser usadas para expressar amor, alegria, surpresa, tristeza e raiva. As outras duas são o curtir não curtir, que o Facebook interpreta como “sim” e “não”. O Facebook confirmou tanto os testes quanto a sua interpretação em relação ao significado do “dislike”, mas não informa um prazo para que a novidade seja implementada.

    Fonte: Olhar Digital

  • Facebook testa reações em comentários


    Quase um ano depois de introduzir os emojis de reação, que permitem ir além do “like” para expressar sentimentos em relação aos posts, a rede social finalmente está se preparando para dar um passo à frente. A plataforma começou a liberar a possibilidade de usar as reações também em comentários. O recurso, que já aparece para usuários na Irlanda desde o fim da última semana, amplia o raio de atuação das reações, que até então só poderiam ser usadas nas postagens, e não em cada comentário.

    O resultado da expansão é que cada post se torna um arco-íris de emojis. Além da tradicional “curtida”, os usuários podem demonstrar se ficaram felizes, com raiva, tristes, surpresos ou se amaram um comentário. Como a empresa ainda não falou sobre a novidade, é difícil prever quando o Facebook pretende soltá-la a todos os usuários.

    Fonte: Olhar Digital