• Ranking determina quais são as 13 séries mais populares da Netflix


    A Netflix, notoriamente, não divulga os números de audiência das suas séries. No entanto, isso não significa que seja impossível saber quais delas chamam mais a atenção da audiência. Uma empresa de pesquisa fez um levantamento do “volume social” (que é o impacto causado pela primeira semana da série nas redes sociais) das séries originais do serviço nos EUA para saber quais delas são mais assistidas. A empresa avaliou quanta atividade no Twitter cada uma das séries gerou em sua semana de estreia e, com base nisso, elaborou o ranking abaixo. Confira:

      1. 13 Reasons Why
      2.  Chasing Cameron
      3. Fuller House
      4. Luke Cage
      5. Stranger Things
      6. Black Mirror
      7. Unbreakable Kimmy Schmidt
      8. Orange is the New Black
      9. The OA
      10. Master of None
      11. Bloodline
      12. House of Cards
      13. Grace and Frankie

     

    Fonte: Olhar Digital

  • Usuários vão poder fazer pagamentos pelo WhatsApp


    Para quem tinha esperanças de que o WhatsApp um dia voltasse a ser apenas um aplicativo para troca de mensagens, surgiu um rumor que serve como banho de água fria porque indica que o serviço, na verdade, vai ganhar ainda mais uma funcionalidade: os usuários vão poder fazer pagamentos pelo WhatsApp. Dentro dos próximos seis meses, o Facebook vai colocar um sistema de pagamentos dentro do seu mais popular aplicativo de mensagens. A novidade vai ser testada inicialmente na Índia, hoje o maior mercado do WhatsApp, onde estão mais de 200 milhões de usuários.

    A companhia não confirmou, mas também não negou a informação. Em nota distribuída à imprensa internacional, o WhatsApp diz apenas que está explorando formas de trabalhar com companhias que compartilham sua visão de que é preciso investir na “Índia digital”.

    Fonte: Olhar Digital

  • Twitter abre ainda mais espaço dentro do limite de 140 caracteres


    O Twitter concluiu os testes com um novo formato de postagem que permite explorar ao máximo o limite de 140 caracteres da plataforma. A partir de agora, o @usuário deixa de entrar na contabilidade, o que faz com que o campo todo de texto fique disponível exclusivamente para a conversa.  Quando querem responder a um tweet, os usuários vão ver que o @usuário do destinatário não vai ser mostrado no campo de texto, e sim acima da tela, apenas para efeito de informação. Esse sistema começou a ser testado em outubro passado, um mês depois de a empresa excluir links e mídia da contabilidade dos caracteres.

    Fonte: Olhar Digital