• Inscrições de projetos no Fundo Social da Sicredi Pioneira RS encerram nesta sexta


    Encerra nesta sexta-feira (28) o período de inscrições do Fundo Social, destinado a projetos educacionais, culturais e esportivos desenvolvidos por entidades, sem fins lucrativos. Entidades como associações, escolas, cooperativas, clubes, entre outros (necessariamente associadas a Sicredi Pioneira RS até o dia 31 de dezembro de 2016), podem inscrever no máximo dois projetos limitados ao mínimo de R$ 1 mil e máximo de R$ 10 mil. O gerente de relacionamento da da Sicredi Pioneira, Daniel Hillebrand, foi entrevistado no programa Café com notícias. Confira a entrevista na íntegra:

    As inscrições podem ser feitas pelo site sicredipioneira.coop.br. A divulgação dos projetos contemplados em 2017 está prevista para acontecer no Dia Internacional do Cooperativismo, 1º de julho. Em 2016, a Sicredi Pioneira RS entregou ceca de R$ 500 mil para 175 projetos aprovados, sendo que metade destes projetos foram desenvolvidos em escolas.

    Central de Conteúdo UCSfm

     

  • Estudante da UCS propõe reforma política por meio da internet no livro “Basta!”


    Imagine um cenário onde todos os cidadãos têm direito de participar, efetivamente, das decisões legislativas de seus municípios? É nisso que acredita o estudante de Jornalismo da UCS André Sebben Ramos, ao propor a Rede Cívica, uma ideia que pretende garantir a participação direta do cidadão nas decisões políticas da própria cidade. A iniciativa resultou no livro Basta! Como devolver o poder político para as pessoas por meio de uma democracia on-line, resultado do trabalho de discussão e pesquisa, realizado durante 3 anos, em conjunto com a professora doutora em Ciência Política Ramone Mincato, e o professor e mestre em Engenharia de Sistemas Amilton Carlos de Mello. André Sebben Ramos participou ao vivo do programa Café com notícias dessa quinta-feira (27), com Eduardo Borile Junior. Ouça a entrevista na íntegra:

    Sobre o livro Basta!: o conteúdo propõe um modelo de reestruturação do sistema político brasileiro, onde o cidadão teria a possibilidade de participar de maneira mais ativa das decisões legislativas, com direito a voto direto, sem a necessidade de representante político (como o caso de vereadores), em projetos e leis. Todo o processo seria realizado através de um portal ou aplicativo móvel, bastando uma conexão com a internet. Votar ou não votar em um projeto, também seria uma opção do cidadão, fazendo valer o voto da maioria.

    Foto: Arquivo pessoal do autor

    Central de Conteúdo UCSfm

  • Campanha de Vacinação contra a Gripe inicia nesta segunda-feira em Caxias do Sul


    A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza tem início nesta segunda-feira (17) em Caxias do Sul. A novidade deste ano é que os professores passam a integrar os grupos prioritários que serão imunizados. A estimativa da Vigilância Epidemiológica é vacinar 124 mil pessoas no município. O objetivo da campanha é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus Influenza na população-alvo para a vacinação. A meta é imunizar até 90% da população de cada grupo prioritário (neste cálculo não serão considerados os doentes crônicos e os professores).

    O Dia D será em 13 de maio, com foco exclusivo para vacinação dos grupos prioritários contra o vírus da influenza. A campanha prossegue até o dia 26 de maio. A gerente da Vigilância Epidemiológica, Juliana Argenta Calloni, explicou, no programa Café com notícias dessa quinta-feira (13), como vai ocorrer a vacinação em Caxias do Sul.

    Ouça a entrevista na íntegra:

    Conforme o Ministério da Saúde, deverão ser vacinadas pessoas acima de 60 anos, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, mulheres que deram à luz até 45 dias, trabalhadores de saúde, povos indígenas, professores e portadores de doenças crônicas não transmissíveis (as pessoas que compõem este grupo deverão apresentar a prescrição médica). A vacina é contraindicada para pessoas com histórico de reação anafilática em doses anteriores, bem como a qualquer componente da vacina, ou alergia grave relacionada ao ovo de galinha. Para o público em geral, as reações em decorrência da imunização são, normalmente, leves.

    Foto: Andressa Gallo

    Central de Conteúdo UCSfm