Viúva Negra | Scarlett Johansson não queria história de origem

Viúva Negra não vai ser uma história de origem da forma convencional, como os filmes solo dos heróis da Marvel costumam ser. Em entrevista para a Vanity Fair, a atriz Scarlett Johansson explicou como Viúva Negra se diferencia de histórias de origem tradicionais do cinema.

+ Supergirl | Protagonista revela ser sobrevivente da violência doméstica

Eu não queria que fosse uma história de origem. Eu não queria que fosse uma história de espionagem. Eu não queria que fosse superficial, nem um pouco. Eu só queria fazer [esse filme] se ele se encaixasse no que eu sou com essa personagem. Eu passei muito tempo pensando nessas camadas – e senti que se não fizéssemos algo profundo, não haveria razão para fazer. O filme fala sobre muita coisa, lida com trauma e dor e eu espero que esse filme empodere as pessoas, porque eu acho que Natasha é uma pessoa muito empoderada, e muito inspiradora de diversas formas. Ela superou muita coisa, ela é corajosa”, disse a atriz.

A atriz também declarou que “cumpriu a missão” em Vingadores: Ultimato e que só aceitou fazer o filme solo da Viúva Negra porque ele vai contar várias histórias diferentes – e todas vão se aprofundar mais na personagem. Viúva Negra chega aos cinemas brasileiros em 1º de maio de 2020.

Fonte: Observatório do Cinema | Foto: Divulgação