Vídeo da Gibson destruindo guitarras causa polêmica e empresa se pronuncia

A Gibson se viu em uma saia justa nos últimos dias por conta de um vídeo que vazou na internet. Um ex-funcionário da marca de guitarras publicou uma filmagem que mostra um caminhão de construção passando por cima de dezenas instrumentos do modelo Firebird X. Segundo BJ Wilkes, a empresa tomou a atitude por conta das vendas baixas da guitarra.

Wilkes disse: “Os novos investidores estavam tentando limpar a bagunça antes do fim do ano fiscal. A Gibson literalmente não conseguia vender as guitarras, e elas estavam ocupando espaço.”

+ Blink-182 estava em cidade onde aconteceu tiroteio nos EUA

A empresa, entretanto, tem outra versão. Em um comunicado oficial (via NME), a gigante da música disse que aquele se tratava de um lote com defeitos irreparáveis e componentes “perigosos”. “O vídeo de destruição da Firebird X que surgiu há alguns meses foi de um lote isolado do modelo montado entre 2009 e 2011, que estavam irreparáveis e defeituosos, com componentes perigosos. Este grupo isolado da Firebird X não pôde ser doado para nenhum propósito e foi destruído de acordo.”

O ex-funcionário já respondeu ao comunicado, confirmando em partes o que foi dito pela Gibson. Entretanto, Wilkes acrescenta que a destruição foi, sim, uma ordem do ex-presidente Henry Juskiewicz, que teria definido que nenhum funcionário pode doar itens da marca. Assista ao vídeo abaixo.

Em 2018, a empresa fez um plano de recuperação judicial após ser anunciado que estaria falindo. A justiça dos EUA aprovou o pedido.

Fonte: TMDQA!