Tom Morello encabeça carta aberta de artistas contra Spotify

Tom Morello, guitarrista do Rage Against The Machine, encabeça uma lista de mais de 100 artistas que assinam uma carta aberta ao Spotify expressando preocupação com a “patente de reconhecimento de fala” que foi recentemente aprovada. Trata-se de uma nova tecnologia de monitoramento que pode supostamente ouvir e gravar conversas para fazer recomendações de músicas personalizadas aos usuários. A plataforma de streaming teria registrado uma patente para esse sistema em 2018 e em janeiro deste ano ganhou a aprovação do Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos (USPTO).

+ Rodrigo Amarante anuncia álbum e lança single; ouça Maré

No início desta semana, o grupo de artistas assinou uma carta aberta endereçada ao fundador/CEO do Spotify, Daniel Ek. A mensagem afirma que os músicos estão “profundamente alarmados” com a tecnologia que pode monitorar conversas privadas.

Esta tecnologia de recomendação é perigosa, uma violação da privacidade e outros direitos humanos, e não deve ser implementada pelo Spotify ou qualquer outra empresa”, diz o documento.

A carta lista preocupações com a tecnologia de monitoramento de fala, incluindo manipulação emocional, discriminação, violações de privacidade, segurança de dados e o potencial para exacerbar a desigualdade na indústria musical. Os artistas pedem que o Spotify se comprometa publicamente a nunca usar, licenciar, vender ou monetizar a tecnologia de recomendação e que a empresa elabore uma resposta à carta aberta até 18 de maio. O conteúdo completo da carta pode ser conferido aqui.

Fonte: Rádio Rock | Foto: Divulgação