Tom Cruise devolve troféus do Globo de Ouro após polêmica

Tom Cruise resolveu devolver os três troféus do Globo de Ouro, após a premiação ser envolvida em uma série de polêmicas sobre a falta de diversidade e supostos subornos em troca de indicações ao prêmio. Cruise venceu o Globo de Ouro pela primeira vez em 1990, por “Nascido em 4 de Julho”, e repetiu o feito em 1997, por “Jerry Maguire – A Grande Virada”, e em 2000 por “Magnólia”. Segundo o IndieWire, ele enviou as estatuetas para a sede da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood nesta segunda-feira (10). Cabe lembrar que o canal NBC anunciou que não exibirá o evento em 2022 – o que deixa a cerimônia sem uma transmissão oficial, e a HFPA anunciou uma “reforma institucional” para corrigir os erros. O movimento vem como resposta à uma recente reportagem do Los Angeles Times que detalhou práticas duvidosas da Associação, além de constatar que, dos 87 membros, não há nenhum negro na organização.

+ St. Vincent lança novo single; confira Down

A matéria do jornal acusou também a Associação de receber presentes em troca de indicações ao Globo de Ouro. Como exemplo, a reportagem revelou que a Netflix presenteou diversos membros com viagens de luxo à Paris, antes da série ‘Emily In Paris” receber as 2 indicações no prêmio deste ano. A produção da plataforma foi mal recebida pela crítica e suas indicações chegaram a ser questionadas por uma roteirista da própria série. Agora, o Globo de Ouro anunciou que vai ampliará o número de integrantes em 50% nos próximos 18 meses, com foco em membros negros e com supervisão de consultores de diversidade. Além disso, os jornalistas que fazem parte da instituição não vão poder receber itens promocionais de filmes e estúdios.

+ Almanaque da Música UCSfm | 11 de maio

Ocorrida em abril, a premiação do Globo de Ouro de 2021 coroou “Nomadland” como Melhor Filme de Drama e “Borat 2: Fita de Cinema Seguinte” como Melhor Filme de Comédia ou Musical. A Netflix foi o maior destaque, vencendo em nove categorias. Em 2021, a audiência da cerimônia desabou. De acordo com a Vulture, que classificou os números como um “desastre de proporções épicas”, a premiação foi assistida por 6,9 milhões de pessoas, em comparação aos 18,3 milhões que assistiram no ano passado.

Fonte: Omelete | Foto: Divulgação