Streaming ultrapassa TV a cabo no Brasil durante pandemia

A pandemia vem deixando marcas significativas sobre a alteração da forma de consumo. A exemplo desse fenômeno, uma pesquisa realizada pelo Instituto QualiBest comprova que o streaming ultrapassou a TV a cabo no Brasil durante o período da pandemia. Os dados coletados entre dezembro de 2020 a março de 2021 apontam que os catálogos de entretenimento on demand (streaming) já ocupam 66% das rotinas dos entrevistados. Enquanto que os canais fechados estão presentes em 40% dos domicílios.

+ Chico César e Zeca Baleiro celebram amizade em álbum

Nas classes A, B e C a predominância do streaming já é uma realidade. Mas, é na classe B que esse dado é mais contrastante, onde 75% dos entrevistados pelo estudo dizem pagar por streaming, enquanto apenas 44% assinam TV à cabo. A base total de assinantes está presente na Netflix, 71%, mas o surgimento de novas plataformas como Disney+, Prime Video e Globoplay também passaram a ser opções aos indivíduos, tornando o mercado ainda mais competitivo. Já na classe A, a diferença é menor: 71% possuem TV por assinatura e 87% fazem uso de serviços de streaming. De acordo com a Qualibest, os números se justificam pela forte tendência que as pessoas dessa classe seguem em assinar os dois tipos de serviços simultaneamente. Na classe C, a diferença também é grande: 52% dos entrevistados assinam streaming e 27% possuem canais fechados, uma diferença de 25%.

Fonte: Popline | Foto: Divulgação