Setor cultural protesta contra novo fechamento de cinemas na Itália

O setor do cinema italiano protestou, nesta segunda-feira (26), contra o primeiro-ministro, Giuseppe Conte, após a decisão de voltar a fechar os cinemas, teatros e salas de concerto em uma tentativa para frear o novo coronavírus. Numerosos diretores de cinema e associações cinematográficas escreveram uma carta a Conte e ao ministro de Cultura italiano, Dario Franceschini, para criticar esta medida que “pode pôr em perigo o futuro de todo um setor”.

+ Os 7 de Chicago | Todo o elenco pode competir no Oscar 2021

As salas da sétima arte já tiveram que fechar no início de março na Itália, que tinha sucumbido durante a primeira onda da covid-19. Os cinemas não voltaram a abrir as portas até junho, com a obrigação de respeitarem o distanciamento social em seu interior. A pandemia contagiou mais de 500 mil pessoas na Itália, onde morreram mais de 37 mil pessoas.

Fonte: UOL | Foto: Divulgação