Rocketman | Elton John não deixou cortarem cenas de drogas e sexo

No último domingo (26), Elton John escreveu um artigo para o The Guardian no qual revelou alguns fatos sobre a produção de Rocketman, cinebiografia sobre a própria vida e carreira que chega aos cinemas nacionais nesta quinta-feira (30). Um dos pontos que o músico abordou no texto, foi a tentativa de algumas produtoras interessados em fazerem um filme mais leve e que fosse indicado também para um público mais novo, com o objetivo de levar um público mais amplo aos cinemas. Mas ele deixou claro que isso não poderia acontecer. E não aconteceu. Sóbrio há quase 30 anos, John contou também no artigo que não foi difícil ver as cenas que representam sua queda ao fundo do poço:

+ Duff McKagan explica músicas machistas do Guns N’ Roses

É estranho, mas não achei doloroso ver essas partes do filme. Elas são verídicas e, diferentemente da minha infância, foram minha culpa. Ninguém me obrigou a usar drogas e beber. Alguns estúdios queriam diminuir a quantia de sexo e drogas no filme, para ter uma indicação de ‘maiores de 13’. Mas eu não vivi uma vida que se encaixa nisso. Eu não queria um filme cheio de drogas e sexo, mas ao mesmo tempo, todo mundo sabe que eu aproveitei bastante essas duas coisas durante os anos 1970 e 1980, então não faria sentido um filme que me mostrasse indo quietinho para o quarto do hotel depois de um show, apenas com um copo de leite quente e uma Bíblia”, escreveu o músico.

Além disso, o astro contou o motivo de ter levado quase duas décadas para conseguir concretizar a ideia. Os estúdios queriam produzir uma cinebiografia mais comum, sem os elementos fantásticos que permeiam a história, mas fazer isso serie deixar para trás o ponto principal. Confira uma nova cena do filme, divulgada nesta terça-feira (28):

Fonte: Rolling Stone | Foto: Divulgação