Projeto para aplicação do grafeno recebe verba de R$ 1,8 milhão

Projeto que busca desenvolver nanocompósitos poliméricos contendo grafeno para aplicação em tratamento cutâneo e medicina regenerativa, desenvolvido na Universidade de Caxias do Sul (UCS), recebeu verba da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) no valor de R$ 1.832.753,50. A assinatura do convênio entre a UCS e a Financiadora, em apoio ao projeto “Desenvolvimento de nanocompósitos poliméricos contendo grafeno para aplicação em tratamento cutâneo e medicina regenerativa”, foi realizada durante a inauguração da 1ª Feira Brasileira do Grafeno pelo presidente da Finep, general Waldemar Barroso Magno Neto, e pelo reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava, na última sexta-feira (9).

+ Titãs e Orquestra Sinfônica de SP fazem live neste sábado

O recurso vai ser usado no desenvolvimento de curativos para tratamento cutâneo e medicina regenerativa que utilizam o grafeno e/ou seus derivados, bem como na confecção de materiais de prototipagem 3D e de restauração e regeneração na área da odontologia. Com o estudo vai ser possível determinar quais são as atividades biológicas antimicrobiana, antiviral, anti-inflamatória, antioxidante, citotóxica e genotóxica existentes no grafeno e em nanocompósitos poliméricos. Desde que a UCSGRAPHENE iniciou as operações em março de 2020, mais de 150 propostas para o uso do material foram apresentadas, envolvendo inúmeras áreas — inclusive a da saúde. Entre as aprovadas, está o projeto detentor do apoio da Finep, que foi articulado pela Agência de Inovação UCSiNOVA — envolvendo os Programas de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Biotecnologia, Engenharia e Ciência dos Materiais, e Engenharia de Processos e Tecnologias da UCS, em parceria com a UCSGRAPHENE.

Foto: Claudia Velho

Central de Conteúdo UCSfm