Presidente da Funarte diz que rock leva ao aborto; entenda

A internet descobriu o canal do presidente da Funarte (Fundação Nacional de Artes), Dante Mantovani, e transformou em meme as pérolas do maestro, nomeado pelo presidente da República para comandar o órgão público. Discípulo de Olavo de Carvalho, guru do chefe do Executivo, ele é adepto de teorias da conspiração. A que viralizou no Twitter é a de um vídeo em que ele relaciona o rock à Escola de Frankfurt, que reunia pensadores sobre indústria cultural e as comunicações a partir dos anos 1920. Em vídeo publicado em 30 de outubro deste ano, o maestro, que é doutor em música pela Universidade Estadual de Londrina, tentou explicar como os Beatles e o rock usaram teses da Escola de Frankfurt para “destruir as famílias” com as drogas e o “sexo desenfreado”.

O rock ativa a droga, que ativa o sexo, que ativa a indústria do aborto, que, por sua vez, alimenta uma coisa muito mais pesada, que é o satanismo. O próprio John Lennon disse abertamente, mais de uma vez, que ele fez um pacto com o diabo para fazer sucesso”, afirmou Mantovani.

+ Iron Maiden | Funko anuncia bonecos do mascote Eddie

O novo presidente da Funarte também falou, no vídeo, que soviéticos se infiltraram na CIA (departamento de inteligência dos EUA), para distribuir drogas no festival de Woodstock, em 1969.

Existem certos indícios de que a distribuição em larga escala de drogas, do LSD, foi feita pela própria CIA. Havia infiltrados do serviço soviético lá”, disse o maestro.

Mantovani, contudo, não é crítico total do rock. Em outro vídeo, publicado em fevereiro de 2018, ele diz ser fã de Angra e Metallica e descreveu para quê serve o estilo musical.

A música também tem a sua finalidade. Eu acho o rock, por exemplo, muito bom para quando você está dirigindo no trânsito ou na estrada e começa a te dar aquele sono, você coloca o rock e acorda na hora, porque estimula o sono”, opinou.

Sem mais…

Fonte: UOL | Foto: Divulgação