Pearl Jam faz campanha contra porte de armas após tragédia nos EUA

Nos últimos dias nós, infelizmente, tivemos que ouvir as notícias de mais uma tragédia nos Estados Unidos. Um jovem entrou em uma escola de Parkland, na Flórida, e matou 17 pessoas com um fuzil, trazendo à tona mais uma vez o debate em relação ao acesso às armas nos Estados Unidos. Quem se posicionou de forma bastante firme a respeito foi a banda Pearl Jam, que em suas redes sociais não apenas falou sobre como é contra o acesso facilitado às armas que vigora no país como também publicou um link para que as pessoas identifiquem os políticos que recebem dinheiro de organizações ligadas ao comércio de armas e não votem neles.

Mallu Magalhães está na final do Festival da Canção, em Portugal

Por meio de suas redes sociais, a banda também lançou a campanha #ThrowThemOut (Joguem-as fora, em tradução livre, mencionando as armas).  Com cinco passos, o Pearl Jam pede para que as pessoas:

  • Comprometam-se a votar em questões relacionadas às armas
  • “Sigam” o dinheiro da NRA (maior organização pró-armas do país) que chega até os políticos e diga para eles que quem recebe não ganhará votos
  • Registrem-se para votar (o voto não é obrigatório nos EUA)
  • Responsabilizem os candidatos
  • Candidatem-se a cargos por conta própria

Vale lembrar que o Pearl Jam é uma das atrações do Lollapalooza Brasil em 2018 e os ingressos para o dia do show da banda estão esgotados. Também vale lembrar que no último tiroteio recente dos Estados Unidos, o mais violento de toda história do país, o assassino comprou parte do seu arsenal em uma loja que vende armas e instrumentos musicais abertamente.

Fonte: TMDQA