Para Paul McCartney, assassino de John Lennon é “o idiota dos idiotas”

Na nova edição do “The Mirror”, Paul McCartney lembrou o momento em que recebeu a notícia da morte de John Lennon. “Foi pelo telefone, estava em casa. Foi horrível, não conseguia aceitar. Um grande choque. Fiquei muito triste por saber que não o veria mais. O cara que fez isso é o idiota dos idiotas, não havia qualquer motivação. E após as brigas com o fim dos Beatles, tínhamos voltado a ser amigos. Frequentemente nos telefonávamos. Trocávamos receitas de pão”.

Fonte: Van do Halen

Fer Machado

Diretor Artístico Rádio UCSfm