Overdose de Demi Lovato foi causada por droga que matou Prince

Poucas semanas após a internação de Demi Lovato, alguns novos detalhes começam a surgir sobre o que causou sua overdose. De acordo com o site TMZ, ela chamou um traficante de drogas e utilizou oxicodona misturada com fentanil. A substância foi o que causou a morte do cantor Prince é um forte analgésico opiáceo. No caso de Prince, pouco antes o cantor havia conseguido receita médica para ter oxicodona, também um analgésico, semi-sintético da morfina – a oxicodona não foi listada como causa da morte.

Cia. de Dança de Caxias promove duas edições do ‘Abrindo a casa’

Antes da overdose, no dia 24 de julho. Demi esteve em uma festa de aniversário em Los Angeles e depois, partiu para uma festa com amigos em casa. Às 4h, diz o TMZ, a cantora chamou um fornecedor de drogas. Demi teria usado o oxicodona. Um dos problemas é que, de acordo com o site, a droga era proveniente do México e a substância usada por Demi estava misturada com fentanil, potencializando os efeitos e o risco das substâncias. O traficante teria fugido da casa de Demi quando viu que ela estava deitada na cama com dificuldades para respirar. Recentemente, a cantora deixou a clínica de reabilitação onde estava internada desde 4 de agosto para receber tratamento de um “especialista em saúde mental e sobriedade” na cidade de Chicago, nos Estados Unidos.

Fonte: UOL | Foto: Divulgação