‘Morte de João Gilberto é perda para patrimônio cultural’, diz Unesco

Os participantes da 43ª reunião do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco, que ocorre até a próxima quarta-feira (10), em Baku, capital do Azerbaijão, fizeram um minuto de silêncio neste domingo (7) em homenagem a João Gilberto. O cantor baiano morreu no último sábado (6), aos 88 anos, no Rio de Janeiro. A morte de João Gilberto “é uma perda para o patrimônio cultural”, afirmou Abulfas Garayev, presidente do comitê da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). No discurso, Garayev disse que João Gilberto está “entre as pessoas que tiveram impacto na história da música”. O embaixador de Portugal António Sampaio da Nóvoa, presente no encontro, disse à RFI que a cultura “ficou mais pobre” e prestou uma homenagem calorosa ao cantor brasileiro.

+ Stevie Wonder passará por transplante de rim em setembro

João Gilberto representa, junto com um conjunto de artistas brasileiros, um momento absolutamente sensacional da música cantada, falada e escrita na língua portuguesa”, declarou o diplomata.

Fonte: G1 | Foto: Divulgação