Morre Charlie Robinson, ator de Night Court, aos 75 anos

Charles “Charlie” Robinson, ator conhecido pela participação na série “Night Court” (1984), morreu aos 75 anos na última segunda-feira (12), em Los Angeles, EUA. O artista tinha um câncer glandular e sofreu uma parada cardíaca com falência múltipla de órgãos, segundo o The Wrap. A morte e a causa dela foram confirmadas pela empresária Lisa DiSante ao Deadline. Robinson deixa quatro filhos, netos, bisnetos, além da esposa Dolorita Noonan-Robinson, que homenageou publicamente o marido. De acordo com a Variety, Robinson começou a carreira artística nos teatros e em grupos de R&B. Como ator, foi premiado com um Image Theatre Award e um FRED Award pela performance como Simon em “The Whipping Man”. Em “Fences”, interpretou Troy e levou o Best Actor Ovation Award.

+ Metallica lança nova versão de The Unforgiven; ouça

Depois de se mudar para Hollywood, o ator participou de diversos longas-metragens, entre eles, “Sugar Hill” (1974), “The Black Gestapo” (1975), “The River” (1984) e “Até as Últimas Consequências” (1996). Com mais de 125 créditos de atuação, Robinson também ganhou destaque na televisão. Em “Flamingo Road” (1980), conseguiu o primeiro papel regular – feito repetido nas séries “Night Court, Love & War” (1992), “Ink” (1996), “Buddy Faro” (1998), “The Guest Book” (2017). Robinson também fez aparições especiais nas produções de sucesso “Um Maluco no Pedaço” (1990), “Eu, a Patroa e as Crianças” (2001), “How I Met Your Mother” (2005), “Grey’s Anatomy” (2005), “30 Rock” (2006) e “This Is Us “(2016). O papel de Donald Jones na peça “Some Old Black Man” foi um dos últimos trabalhos de Robinson, assim como a série “Love in the Time of Corona” (2020).

Fonte: Rolling Stone | Foto: Divulgação