Marvel demite brasileiro Joe Bennett após artes ofensivas

Artista brasileiro conhecido por “O Imortal Hulk”, Joe Bennett não faz mais parte da equipe da Marvel Comics. A Casa das Ideias desligou o quadrinista após o roteirista Al Ewing repudiar publicamente uma ilustração assinada pela ex-dupla, em 2017, que enaltece o então deputado Jair Bolsonaro e que voltou a circular nas últimas semanas. Além da imagem, que trazia oponentes políticos do ex-capitão caracterizados como ratos, o ilustrador também é responsável por arte com conotações antissemitas publicada em “O Imortal Hulk” #43.

+ Alok volta aos palcos em festival europeu neste domingo

Marvel desliga brasileiro Joe Bennett após artes ofensivas

Ao Newserama, a editora afirmou que não vai mais trabalhar com o brasileiro em “nenhum projeto futuro”. Bennett, que havia sido anunciado como um dos artistas da one-shot Timeless, não vai mais participar mais da revista. Greg Land, de “Aves de Rapina” e “X-Men”, assume o posto do brasileiro na revista, que deve moldar a narrativa do Universo Marvel para 2022. No Twitter, Ewing afirmou que já havia falado sobre o comportamento de Bennett, que já usou as redes sociais para reforçar falas transfóbicas e apoiar a agressão ao jornalista Glenn Greenwald, à Marvel. O artista já se desculpou pelas mensagens.

Fonte: Omelete | Foto: Divulgação