Lollapalooza Brasil 2020 deve ser cancelado sem reembolso dos ingressos, afirma jornalista

Um dos maiores festivais de música do mundo, o Lollapalooza provavelmente realizará sua próxima edição brasileira somente em 2021. A informação foi divulgada pelo presidente da empresa T4F (Time For Fun), Fernando Alteri, em entrevista ao jornal “Valor Econômico”.

O evento, que ocorreria entre os dias 3 e 5 de abril deste ano, foi adiado para o início de dezembro, devido à pandemia do novo coronavírus. Mas segundo Alteri, “há grandes possibilidades” do festival ser adiado para o próximo ano, em razão da continuidade de aumento dos casos da Covid-19 no país. “Dependemos não só do surgimento da vacina, mas também da vacinação em massa”, afirmou Alteri ao jornal.

Entre as principais atrações das edições sul-americanas do Lollapalooza estão nomes como Guns N’ Roses, Travis Scott, The Strokes, Lana Del Rey, Gwen Stefani, James Blake, Vampire Weekend, Rita Ora, Charli XCX, Brockhampton, King Princess e Idles.

+ Rolling Stones lança versão deluxe de ‘Goats Head Soup’

Os ingressos já comercializados para a edição de 2020 seguem válidos para a data adiada, marcada para os dias 4 a 6 de dezembro, por enquanto. Mas não podem ser reembolsados segundo uma nova lei.

O insider sobre shows e festivais José Noberto Flesh, foi mais longe e afirmou que o Lollapalooza Brasil será cancelado, já que a organização não deve conseguir manter os shows citados acima e terá que fechar com outros artistas para datas futuras. A equipe do Lolla BR já estaria preparando o anúncio segundo o jornalista, que ainda disse que os ingressos não serão reembolsados por conta de uma nova lei brasileira, mas valerão para um evento da mesma organizadora ou vendedora dos ingressos. Confira o vídeo de Flesh abaixo.

Fonte: Kiss FM