Led Zeppelin | ‘Stairway To Heaven’ vai a julgamento por plágio… de novo

A indústria musical experimentou um déjà vu quando Led Zeppelin voltou ao tribunal para encarar as alegações de que Stairway to Heaven copiou Taurus, música do Spirit. No entanto, dessa vez as apostas são bem maiores. A batalha legal já dura cinco anos e o caso de Stairway to Heaven foi apresentado ao Tribunal de Apelações dos EUA nesta segunda-feira (23). O caso foi aberto após Michael Skidmore – representante do espólio do guitarrista do Spirit, Randy Wolfe – acusar Led Zeppelin de roubar o som da guitarra de Taurus (1968) do Spirit e usá-lo na abertura da faixa de Stairway to Heaven (1971). Em 2016, os jurados decidiram a favor da banda britânica. No entanto, em 2018, o caso voltou para julgamento e apenas em agosto de 2019 o Departamento de Justiça respondeu em defesa de Led Zeppelin. Agora, um painel de três juízes fez a apelação para reverter a decisão.

+ Festival UCS de Curtas Estudantil está com inscrições abertas

O julgamento ganhou mais atenção após casos baseados na lei de direitos autorais terem ganhado repercussão, como o da Katy Perry com Dark Horse e do Ed Sheeran com Thinking Out Loud. Agora todos os olhares estão voltados para o caso Zeppelin-Spirit. Nos últimos anos vimos uma onda de ações judiciais de sucesso, como o caso do rapper Flame contra Katy Perry. O músico acusou a artista de plágio por causa da faixa Dark Horse. Em 2018, Robin Thicke e Pharrell Williams foram acusados pela família de Marvin Gaye por plágio com Blurred Lines. Qualquer que seja o resultado do caso Zeppelin-Spirit, ele provavelmente vai ter amplas ramificações fora da música, e é por isso que advogados de várias indústrias estão assistindo o caso com interesse.

Fonte: Rolling Stone | Foto: Miles Willis