James Gunn não deve ser recontratado pela Disney

Ao que tudo indica o diretor James Gunn não deve ser recontratado pela Disney. Pelo menos é o que garante a Variety, que disse ter fontes próximas dos estúdios que revelam que apesar da recente comoção pública do elenco de Guardiões da Galáxia pedindo para que ele retornasse, uma volta é improvável. Ainda segundo as fontes, os tweets do passado que vieram à tona recentemente e mostram Gunn fazendo piadas de mau gosto com questões bastante sérias e delicadas são muito pesados e não podem ser relevados nesses casos. Assim, mesmo com uma carta aberta assinada por nomes como Chris Pratt, Bradley Cooper, Zoe Saldana e Vin Diesel, o terceiro volume do filme deve ter outra pessoa no posto de diretor.

Estudo diz que Paul “mentiu” sobre ter escrito música dos Beatles

Alguns atores estariam pensando em seguir adiante para deixar o filme caso ele aconteça sem James Gunn, mas todos teriam obrigações contratuais para gravar a sequência. Também de acordo com a Variety, a Disney teria pensado em nomes já acostumados com o universo Marvel, como Jon Favreau (Homem de Ferro), Taika Waititi (Thor: Ragnarok) e os irmãos Russo (Avengers: Infinity War). Esses nomes, porém, teriam compromissos com outros projetos e não estariam disponíveis, fazendo com que os responsáveis por Guardiões da Galáxia 3 tivesse alguém “de fora” na cadeira de diretor. A pressão para uma decisão é grande já que havia a expectativa de que o novo filme chegasse aos cinemas em fevereiro de 2019.

Fonte: TMDQA