Investidores creem em grande retomada dos eventos pós-pandemia

A capitalização de mercado da Live Nation Entertainment indica que a retomada no segmento de eventos pode ser um grande negócio. É o que aponta uma matéria publicada pela revista americana Rolling Stone. A publicação cita o preço das ações da Live Nation, que no início do mês passado atingiu uma valorização representativa, embora a última vez que a empresa tenha promovido um show ao vivo foi 12 meses atrás. Esse pico de preço das ações fez com que a capitalização de mercado subisse acima de US$ 20 bilhões pela primeira vez.

+

Mesmo com uma pandemia paralisando seu negócio principal, a Rolling Stone mostra que a Live Nation ainda recebe holofotes em Wall Street.  Isso se deve a alguns fatores, como a boa gestão e a confiança dos investidores de que o mundo vai se recuperar rapidamente e que os fãs vão estar mais prontos do nunca para curtir uma festa. À medida que os shows comecem a voltar, a tendência é que a indústria dos eventos volte a empregar mais gente e fortalecer o mercado com a Live Nation no comando desse movimento. Na pré-pandemia de 2019, a gigante do entretenimento promoveu aproximadamente 40 mil eventos em todo o mundo.

Fonte: Rádio Rock | Foto: Divulgação