Inteligência artificial cria nova música do Nirvana; ouça

Esta segunda-feira (5), marca os 27 anos que Kurt Cobain, vocalista do Nirvana, tirou a própria vida. Ele tinha 27 anos e entrou para o chamado “Clube dos 27”, uma lista de músicos talentosos que nos deixaram com essa mesma idade. Por conta disso, os fãs se perguntam: que músicas ele escreveria se não tivesse morrido há quase três décadas? Quem responde esse questionamento é o projeto Lost Tapes of the 27 Club, que utiliza um sistema de inteligência artificial para escrever canções nos estilos de músicos que morreram aos 27 anos, como Jimi Hendrix, Jim Morrison e Amy Winehouse.

+ Clássico de Cazuza ganha versão com Almério e Ney Matogrosso

No caso de Kurt Cobain, para se chegar ao que seria uma nova composição dele, o sistema analisou 30 músicas do Nirvana e estudou minuciosamente as mudanças de acordes, harmonias, riffs de guitarra, solos, padrões de bateria, letras e vocais. Com essas informações, a máquina criou uma canção intitulada “Drowned in the Sun”. Tudo que você ouve nela é criação da inteligência artificial. Apenas os vocais são humanos, foram gravados por Eric Hogan, que faz parte de uma banda tributo ao Nirvana. Confira:

Fonte: Rádio Rock | Foto: Divulgação