HQ brasileiro vence o maior prêmio de quadrinhos do mundo

O quadrinista paulistano Marcelo D’Salete venceu na última sexta-feira (20) o Eisner, maior prêmio de quadrinhos do mundo, com a obra Cumbe. Lançada no Brasil em 2014 pela Veneta, a HQ concorria à categoria melhor edição americana de material estrangeiro. A trama se baseia em relatos e documentos reais para narrar as histórias de quatro escravos no período colonial. Criado em homenagem ao quadrinista e ilustrador americano Will Eisner, o prêmio Eisner é distribuído anualmente durante a Comic Con San Diego, na Califórnia, e premia quadrinistas em diversas categorias.

Tomorrowland tem homenagem a Avicii com bandeira e frase de música

Cumbe foi um dos resultados de um processo de pesquisa iniciado em 2004 com leituras sobre o quilombo dos Palmares. O estudo também resultou em uma outra obra, Angola Janga, lançada no Brasil em 2017 também pela Veneta. Palavra de origem quimbundo, cumbe significa força, fogo, luz e simboliza as tentativas dos quatro escravos das histórias, que tentam, cada um à sua maneira, lutar contra o sistema escravista. Desde a publicação no Brasil, Cumbe já foi lançado nos EUA, na França, na Áustria, na Itália e em Portugal.

Fonte: Notícias ao Minuto