Gosto musical pode indicar a maneira como uma pessoa pensa

Segundo pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, o gosto musical de uma pessoa pode dar pistas sobre a maneira como ela pensa. Para investigar essa questão, foram recrutados 4 mil participantes.

Primeiramente, os participantes preencheram questionários com afirmações desenhadas para investigar se eram mais empáticos ou sistemáticos. Eles responderam, por exemplo, se tinham interesse por design e construção de motores de carro, e se eram bons em prever o sentimento das pessoas. Depois, foram submetidos a 50 trechos curtos de músicas, de 26 estilos diferentes, e tiveram que dar notas de 1 a 10 para cada trecho.

O estudo apontou que pessoas empáticas, com maior capacidade de se identificar com outras pessoas, preferiram músicas mais suaves, de baixa energia, como R&B, soft rock e folk. Já aquelas classificadas como sistemáticas, que procuram analisar padrões no mundo, optaram por punk, heavy metal e jazz contemporâneo.

Para os pesquisadores, o trabalho pode ter implicações para a indústria musical. Eles afirmam que no Spotify e na Apple Music, por exemplo, há muito dinheiro sendo gasto com algoritmos para escolher quais músicas o ouvinte vai gostar. Contudo, admitem que os mecanismos dessas preferências continuam pouco claros.

Fonte: Van do Halen

Fer Machado

Diretor Artístico Rádio UCSfm