Geraldo Vandré volta aos palcos após hiato de 50 anos

Ícone da música de protesto nos tempos da ditadura militar, o paraibano Geraldo Vandré anunciou que vai voltar aos palcos depois de 50 anos longe dos shows. Ao lado da Orquestra Sinfônica na Paraíba, o cantor e compositor radicado em São Paulo vai se apresentar nesta quinta (22) e sexta-feira (23), na terra natal João Pessoa.

‘Eu tenho noção da importância desse concerto para o país’, declarou Vandré.

O concerto/recital, que vai ser dividido em dois atos: o primeiro acompanhado pela pianista Beatriz Malnic, com quem executa seis peças que compuserem para piano; o segundo com a participação da Orquestra Sinfônica da Paraíba e do Coro Sinfônico do Estado, que executarão composições do homenageado, como os hinos revolucionários Caminhando (Pra não dizer que não falei de flores) e Minha Pátria, Mensageira e Fabiana. As apresentações são gratuitas, de acordo com a lotação do espaço. Os bilhetes vão ser distribuídos a partir das 10h do dia 21 de março no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, na capital paraibana.

‘Pantera Negra’ iguala recorde de ‘Avatar’ nos Estados Unidos

A última vez que Geraldo Vandré se apresentou publicamente foi em 12 de dezembro de 1968, dia anterior da publicação do Ato Institucional nº5 (AI-5), durante o governo militar que o obrigou a deixar o país. Primeiro ele se escondeu na fazenda de Aracy de Carvalho Guimarães Rosa, viúva do escritor Guimarães Rosa, depois buscou exílio no Chile, Argélia, Alemanha, Grécia, Áustria, Bulgária e França. Ao retornar ao Brasil, em 1973, sua permanência em terras brasileiras foi negociada com a condição de que ele não cantasse músicas de protesto.

Fonte: Notícias ao Minuto