Game of Thrones: HBO gastou mais de US$ 30 milhões em spin-off cancelado

Um episódio piloto de um spin-off de “Game of Thrones” que seria estrelado pela atriz Naomi Watts (King Kong) custou mais de US$ 30 milhões para a HBO. No fim, a produção sem título acabou sendo rejeitada pelo estúdio, segundo o livro “Tinderbox: HBO’s Ruthless Pursuit of New Frontiers”. O livro de James Andrew Miller possui uma entrevista com Bob Greenblatt, ex-presidente da WarnerMedia.

+ HQs de terror de Stan Lee serão adaptadas para o cinema

Eles [HBO] gastaram mais de US$ 30 milhões em um piloto prequel de “Game of Thrones” quando cheguei lá. E quando eu vi um corte em poucos meses depois que cheguei, eu disse ao [diretor de conteúdo da HBO] Casey [Bloys], ‘isso simplesmente não funciona e eu não acho que ele entrega na premissa da série original.’ E ele não discordou, o que na verdade foi um alívio. Então, infelizmente, decidimos encerrar. Havia uma pressão enorme para acertar e eu não acho que teria funcionado”, disse Greenblatt.

O ex-presidente ainda apontou como o fracasso do spin-off deu gás para que “House of the Dragon” ganhasse vida sem precisar de um piloto. A produção foi o único spin-off de Thrones que vingou na HBO até o momento. A série tem Ryan Condal e Miguel Sapochnik como showrunners, e teve dez episódios encomendados na primeira temporada. “House of the Dragon” deve ser lançada em 2022.

Fonte: Omelete | Foto: Divulgação