Filme do Sex Pistols não tem aprovação da banda, garante John Lydon

O novo filme dos Sex Pistols está em produção e John Lyndon, vocalista da banda, deixou claro em um pronunciamento em sua conta oficial do twitter que essa não é a versão oficial da história dos Pistols. “Você pode ter visto relatos recentes de um filme biográfico do Sex Pistols. Para evitar dúvidas, este filme não será autorizado, oficializado ou apoiado por Sex Pistols.”

O longa é baseado no livro de Mick O’Shea “The Early Days of the Sex Pistols: Only Anarchists Are Pretty”, publicado em 2004. A produtora Ayesha Plunkett comenta que “não é um filme biográfico tradicional. Eu não estou interessada em fazer isso”. “É um longa-metragem, com um roteiro escrito a partir de um livro de que gostei Mick O’Shea.” Mick O’Shea e Plunkett atuam em parceria na construção do longa.

+ Álbum perdido do The Who será transformado em graphic novel

O’Shea compreende a hesitação de Lydon, dizendo que os filmes anteriores sobre a banda não abordavam, de fato, o que a banda representa. “Sid & Nancy” mostrou os Sex Pistols como idiotas analfabetos, então é claro que ele não quer saber sobre o nosso filme”, comentou o roteirista. “Only Anarchists Are Pretty” (“Somente Anarquistas são Bonitos” em português), começa quando John Lydon se junta à banda, em 1975. No livro, a história termina quando o Sex Pistols vai ao programa Today de Bill Grundy em dezembro de 1976.

No longa, a narrativa se estente: “Decidimos incluir os seis meses entre a aparição no programa Today e o lançamento do álbum God Save the Queen, além da viagem que eles fizeram pelo rio Tâmisa”, conta O’Shea, autor do livro. Nesta época, o autor conta que os integrantes dos Sex Pistols se tornaram “inimigos número um” do Reino Unido.

+ Mark Hamill será a voz de Chucky em ‘Brinquedo Assassino’

O roteiro também aborda a demissão da banda pela gravadora EMI, como assinaram e perderam o contrato com a A&M e como, no final, foram “bancados” pela Virgin Records de Richard Branson. As discussões de interesse entre Branson e o empresário do Pistols, Malcolm McLarem, serão apresentados no filme. Além disso, mostrará Sid Vicious se juntando ao grupo e a saída de Glen Matlock do Sex Pistols.

Fonte: Rolling Stone Brasil
Foto: Richard Shotwell / Invision AP