Fãs de Jim Morrison, vocalista do The Doors, estão se mobilizando para preservar a casa onde o cantor passou parte de sua adolescência em Albuquerque, no Novo México, Estados Unidos. O grupo de admiradores quer que a casa seja transformada em um local histórico e entre na lista de atrações turísticas da cidade.

O historiador Anthony Gomez justifica que “Jim Morrison viveu boa parte de sua vida na maior cidade do Novo México e, por isso, mereceria um espaço memorial na cidade”.

Morrison, cantor e compositor de sucessos como “Light My Fire” e “Riders On The Storm”, viveu em Albuquerque dos 12 aos 14 anos, período em que o pai trabalhou na base aérea da região. Apesar dos poucos anos de vivência no local, Albuquerque tem certa importância na carreira de Morrison. Segundo a biografia “Ninguém Sai Vivo Daqui”, ele testemunhou um acidente fatal de carro envolvendo uma família americana de índios, fato que mais tarde influenciaria suas canções e poesias.

Jim Morrison morreu aos 27 anos, em julho de 1971, em Paris.

Fonte: Billboard Brasil