Fãs de Aretha Franklin prestam últimas homenagens antes de funeral em Detroit

Fãs da cantora Aretha Franklin prestam as últimas homenagens à rainha do soul nesta terça-feira (28) no Museu de História Afro-Americana Charles H. Wright, em Detroit, Michigan, nos Estados Unidos. O corpo da artista deve ficar lá também nesta quarta-feira (29), e milhares de pessoas são esperadas. A cantora morreu em 16 de agosto, aos 76 anos de idade, em decorrência de um câncer de pâncreas em Detroit, onde havia iniciado sua carreira ainda menina cantando música gospel no coral de sua igreja.

Eddie Vedder realiza sonho de garotinho que venceu câncer cerebral

A voz sublime e carregada de emoção se tornaria o padrão almejado por outros cantores. A filha de pastor chegou ao topo das paradas pela primeira vez em 1967 com uma versão mais afirmativa de Respect, sucesso modesto de Otis Redding que se transformou em um hino duradouro do feminismo e do movimento de direitos civis. O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, que viu Aretha cantar na comemoração de sua posse em 1993, vai ser um dos oradores da cerimônia. Aretha também cantou na posse do ex-presidente Barack Obama em 2009.

Filme de Elton John tem data de lançamento adiada

Aretha nasceu em Memphis, no Estado de Tennessee, mas se mudou para Detroit, em Michigan, na infância, quando a cidade se tornou um refúgio para negros norte-americanos fugindo das leis segregacionistas dos Estados do sul em meados do século 20. O funeral será fechado ao público, mas as ruas do lado de fora do local devem ficar cheias de Cadillacs rosa. Aretha cantou sobre atravessar a cidade em um Cadillac rosa em Freeway of Love, sucesso de 1985 que lhe rendeu um de seus 18 prêmios Grammy.

Fonte: G1 | Foto: Paul Sancya