Fake news visa desacreditar números do coronavírus

A informação de que um porteiro morreu em um acidente e que em seu atestado de óbito tinha como causa a covid-19 está sendo replicada em diversas redes sociais entre sábado e este domingo (29). A informação, no entanto, é mentira. Em algumas postagens, o rapaz que morreu seria um porteiro. Em outras, seria caminhoneiro. Em outras, borracheiro. O CPF não corresponde com o nome informado em algumas das imagens passadas nas redes sociais. A fake news está sendo utilizada para desacreditar o número de mortes por coronavírus no Brasil. Até este domingo, o Ministério da Justiça contabilizava 136 pessoas mortas por covid-19 no país. No Twitter, diversos perfis, alguns com poucos seguidores, replicaram a mesma mensagem. No WhatsApp, também foi espalhado o suposto atestado de óbito com um áudio falso.

+ Olimpíadas de Tóquio tem data de início anunciada

Fonte: GaúchaZH | Foto: Divulgação