Exposição no Ordovás retrata realidade do interior do Maranhão

A exposição Onde a Amazônia começa e o Nordeste termina, pode ser conferida no Centro de Cultura Ordovás (R. Luís Antunes, 312 – Panazzolo) a partir das 19h desta sexta-feira (16). A mostra traz 18 fotografias do jornalista Vagner Espeiorin que relatam o ambiente de Monção, um município genuinamente brasileiro, marcado por uma história bicentenária. Localizada na Baixada Maranhense, numa região de transição entre biomas, Monção tem mais de dois séculos de história e uma população que ultrapassa 30 mil habitantes. A realidade desse município encravado entre a Caatinga e a Amazônia foi captura em imagens pelo jornalista.

+ Produção nacional, ‘Divinas Divas’ pode ser conferida até este domingo, em Caxias

Além de 18 imagens em preto e branco, a Galeria Sala de Exposição vai acolher também uma projeção visual sobre a localidade e um painel de releitura de uma das imagens produzidas pelo artista caxiense Gustavo Trindade. A exposição conta com a curadoria da fotógrafa Claudia Velho. Os trabalhos podem ser conferidos até o dia 11 de março. A visitação ocorre de segunda a sexta-feira, das 9h às 22h, e fins de semana e feriados, das 16h às 22h.  A entrada é gratuita.

Foto: Vagner Espeiorin

Central de Conteúdo UCSfm