Estudo sugere que ouvir música ajuda a controlar raiva

Um novo estudo, encomendado pelo serviço de streaming de música Deezer, publicado pela Kerrang!, recomendou que as pessoas devem ouvir pelo menos 78 minutos de música por dia como parte de uma vida saudável. Os pesquisadores analisaram os hábitos de audição de 7.500 pessoas, além de como a música afeta o bem-estar físico e mental. E, assim como é preciso variar nos alimentos para ter uma dieta saudável, a pesquisa concluiu que precisamos ouvir pelo cinco modos diferentes de canções ao longo do dia: edificante, relaxante, triste, motivador e autocontrole. A receitinha para uma audição sonora saudável ficou assim dividida:

  • 14 minutos de música edificante (a escolha do ouvinte) para se sentir feliz
  • 16 minutos de música tranquila (a escolha do ouvinte) para se sentir relaxado
  • 16 minutos de música triste (a escolha do ouvinte) para superar a angústia
  • 15 minutos de música motivadora (a escolha do ouvinte) para encontrar a concentração
  • 17 minutos da música energizante (a escolha do ouvinte) para ajudar a controlar a raiva

+ Doutor Sono | Diretor ‘quase morreu’ com opinião de Stephen King

O estudo também diz que leva em média 11 minutos para sentir os benefícios da música e apenas cinco minutos para se sentir mais feliz.

Existem certas propriedades da música que afetam a mente e o corpo. Dedicar tempo todos os dias para ouvir música que desencadeia emoções diferentes pode ter um impacto extremamente benéfico no nosso bem-estar. Ouvir músicas felizes aumenta o fluxo sanguíneo para áreas do cérebro associadas à recompensa e diminui o fluxo para a amígdala, a parte do cérebro associada ao medo”, disse Lyz Cooper, da Academia Britânica de Terapia do Som.

Algumas das principais músicas para se sentir feliz incluem Happy de Pharrell Williams e Dancing Queen do ABBA. No entanto, são as recomendações de “controle da raiva” parecem mais atraentes, a lista é encabeçada por Highway To Hell do AC/DC e ainda tem Rammstein e Metallica.

Fonte: Rádio Rock | Foto: Divulgação