Estudo sobre evolução da Covid-19 no RS inicia testagem

O estudo Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Rio Grande do Sul (Epicovid19-RS) é retomado para duas novas fases. A próxima, que consiste na nona rodada de entrevistas e testes rápidos para o novo coronavírus, ocorre de 5 a 8 de fevereiro, em nove cidades gaúchas, incluindo Caxias do Sul. No município, o inquérito populacional é realizado com o apoio da UCS em logística e seleção de candidatos. Iniciativa do Governo do Estado coordenada pela Universidade Federal de Pelotas e executada pelo Instituto Pesquisas de Opinião (IPO), o Epicovid19-RS estima o número de casos de infecção pelo novo coronavírus na população gaúcha, incluindo assintomáticos. Os resultados são fundamentais para a escolha de estratégias de combate à pandemia baseadas em evidências.

+ Metallica fará apresentação para encerrar semana Super Bowl

No município caxiense, onde o estudo tem o suporte da UCS, profissionais e acadêmicos voluntários da área da saúde vão visitar 500 domicílios previamente sorteados. A equipe realiza entrevista e aplica teste rápido para detectar quem já teve contato com o novo coronavírus, seguindo protocolos de biossegurança para proteger a saúde de entrevistadores e participantes. Em todo o RS, vão ser visitadas 4,5 mil residências.

Voluntários vão aplicar novo teste de anticorpos

Esta etapa traz um diferencial em relação às anteriores: a inclusão de um novo teste de anticorpos para a Covid-19, ao lado dos testes rápidos e entrevistas que já fazem parte dos procedimentos de coleta de dados do estudo. A decisão de incluir o método de testagem desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) baseia-se numa maior precisão do exame para identificar a presença de anticorpos para a Covid-19, especialmente em casos de infecções mais antigas.

Central de Conteúdo UCSfm