Eric Clapton se recusa a tocar em locais que exijam vacina

Eric Clapton tem gerado polêmica com a posição que assumiu diante da pandemia. Recentemente, ele apareceu ao lado de Van Morrison em um hino contra o confinamento e fez críticas à vacinação. Em nova declaração, o cantor e guitarrista revelou que se recusa a realizar shows onde os portadores de ingressos sejam obrigados a provar que foram vacinados. O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou nesta semana que a partir de setembro os eventos com grande público devem requisitar prova de vacinação para permitir a entrada do público.

+

De acordo com a Rolling Stone, Clapton respondeu à declaração de Johnson com uma mensagem própria no Telegram do cineasta e arquiteto Robin Monotti, na qual anunciou sua recusa em tocar em concertos onde a prova de vacinação seja necessária.

Após o anúncio do PM [primeiro-ministro] na segunda-feira, 19 de julho de 2021, sinto-me honrado em fazer um anúncio meu. Gostaria de dizer que não me apresentarei em nenhum palco onde haja um público presente discriminado. A menos que haja provisão para todas as pessoas assistirem, eu me reservo o direito de cancelar o show”, diz a mensagem de Eric Clapton.

O próximo compromisso musical do guitarrista está marcado para o dia 13 de setembro para a Dickies Arena, de Forth Worth, no Texas, Estados Unidos. Na Inglaterra, onde a norma de shows com público 100% vacinado deve ser validada, ele tem shows agendados para os dias 7 e 8 de maio de 2022, no Royal Albert Hall, de Londres.

Fonte: Rádio Rock | Foto: Divulgação