Era uma vez em… Hollywood | John Travolta percebe erro histórico em filme de Tarantino

 John Travolta foi assistir ao último filme de Quentin Tarantino, Era Uma Vez em… Hollywood, e encontrou um erro histórico que apenas um “nerd da aviação” — como ele se descreve — poderia detectar. Após uma exibição de The Fanatic (2019), o ator explicou ao portal TheWarp que a falha foi notada durante o confronto entre Rick Dalton (Leonardo DiCaprio), Cliff Booth (Brad Pitt) e os seguidores de Charles Manson.

Leonardo está voltando da Itália ou de onde quer que ele estivesse, e o narrador diz que pegou um 747. Bem, o 747 foi testado em fevereiro de 1969, mas entrou em serviço em janeiro de 1970. Ficaram nove meses parados! Ele estaria em um Boeing 707!”, disse Travolta.

+ Kirk Douglas faz 103 anos e ganha homenagem do filho, Michael Douglas

Talvez esse erro possa ser justificado se levarmos em conta que o longa não está buscando precisão histórica. Trata-se de uma versão de Hollywood filtrada pela memória nostálgica de Tarantino. Ainda assim, Travolta ficou impressionado com a recriação de Tarantino, rebuscando as próprias memórias daquela época e daquele lugar.

Lembro-me de estar lá na cidade quando tudo isso estava acontecendo. Lembro-me de ter medo por causa da morte de Sharon Tate. Isso provocou muitas memórias reais. Eu estava lá no momento com todo mundo e é isso que Quentin faz de bom como cineasta. Como em ‘Bastardos Inglórios’, ele meio que repara nossa história”, opinou o ator.

John Travolta e Quentin Tarantino trabalharam juntos em Pulp Fiction, filme que ajudou a revigorar a carreira do ator em 1994.

Fonte: Rolling Stone | Foto: Divulgação