Elton John lembra de Michael Jackson como ‘perturbador’ em autobiografia

Na primeira e única autobiografia de Elton John, Me, o músico relembra de Michael Jackson como alguém “genuinamente doente” e “uma pessoa perturbadora de se ter por perto”. A obra foi lançada nesta terça-feira (15). Elton John também relembrou de um almoço nos anos 1990, no qual Jackson parecia um “maníaco” e o nariz estava coberto por um adesivo.

O pobre rapaz parecia horrível, muito frágil e doente”, escreve John.

+ Jack Black documentou Rock In Rio em vídeo

Segundo ele, as coisas ficaram mais estranhas quando Jackson saiu da mesa “sem dizer uma palavra” e foi encontrado nos fundos da casa da empregada brincando com o filho dela de 11 anos.

Por algum motivo, ele parecia não conseguir lidar com a companhia de adultos”, comentou o cantor.

A controvérsia sobre o legado do Rei do Pop veio à tona com a produção lançada em janeiro pela HBO, Leaving Neverland, em que Wade Robson e James Safechuck afirmam que foram abusados sexualmente pelo artista quando eram crianças. A produção ganhou um Emmy na categoria de Melhor Documentário. O livro de memórias também compartilha uma história de quando o músico confundiu Bob Dylan com o jardineiro em uma festa em Los Angeles que ocorreu na casa em que Elton John morava nos anos 1980.

Fonte: Rolling Stone | Foto: Divulgação