É #FAKE que jovens morreram após tomar CoronaVac

Tem viralizado nas redes sociais um vídeo em que uma mulher afirma que três irmãos, de 13, 16 e 18 anos, morreram depois de receber a CoronaVac, vacina para a Covid-19 de fabricação chinesa testada em voluntários pelo Instituto Butantan. É #FAKE. No vídeo, a mulher não dá o nome de nenhuma das vítimas, só diz que são filhos de uma amiga sua. O Instituto Butantan nega que isso tenha acontecido, e afirma que menores de idade nem sequer podem participar dos testes com a vacina. Informa ainda que nenhum voluntário apresentou reações adversas ao imunizante até o momento.

+ É #FAKE que nenhum morador de rua morreu de Covid-19

É irresponsável e totalmente inverídico o depoimento que atribui a morte de pessoas ao uso da CoronaVac, vacina em desenvolvimento pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac Life Science”, afirma em nota oficial.

O Butantan lembra que coordena a terceira e última fase dos estudos clínicos com a meta de testar 9 mil voluntários no Brasil, sendo que mais de 4 mil já receberam a primeira de duas doses da vacina sem que tenham apresentado problemas de saúde. O instituto reafirma também que os voluntários são profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. As pessoas devem ter idades entre 18 e 59 anos para participar. Ou seja, aos 13 e aos 16 anos não é possível tomar as doses. Cabe lembrar que a CoronaVac e outras vacinas vêm sendo alvos de informações falsas há meses nas redes sociais.

Fonte: G1 | Foto: Divulgação