É #FAKE que rede 5G disseminou coronavírus

Uma notícia falsa contra o 5G está se espalhando pela Europa, afirmando que a tecnologia é a responsável pelo coronavírus. A teoria, completamente infundada, fez com que pessoas contrárias à implantação da rede já estão queimando antenas de transmissão de dados no Reino Unido. O You tube decidiu excluir vários vídeos com esse tipo de informação. A porta-voz do site afirmou que vai remover vídeos que vão contrários à política e que a empresa continua comprometida em reduzir as informações erradas. As teorias de conspiração são muitas. Uma delas afirma que o Covid-19 apareceu em Wuhan, primeira metrópole chinesa a implantar a rede 5G. Porém, a tecnologia já está funcionando em outras 16 cidades da China, sem qualquer ligação com o coronavírus.

+ Live beneficente reúne grandes nomes da música

Outra teoria é de que o coronavírus é resultado da exposição dos seres humanos a frequências dessa rede de telefonia. Um vídeo, que vem sendo compartilhado em grupos como Stop 5G UK, com mais de 27 mil membros, foi postado no YouTube. Com 57 minutos, o vídeo tenta convencer que a frequência usada no 5G ataca o sistema imunológico das pessoas, deixando-as suscetíveis ao Covid-19. A Organização Mundial da Saúde, no entanto, diz que nenhuma pesquisa associou a exposição à tecnologia sem fio a efeitos negativos à saúde. A OMS disse em seu site que continuará revisando as pesquisas nessa área e está realizando uma “avaliação de risco à saúde” de todas as faixas de radiofrequência que vão estar disponíveis em 2022. Em resumo: a notícia é falsa e sem respaldo científico.

Fonte: UOL | Foto: Divulgação