Demi Lovato | Traficante confirma que deu pílulas ilegais: ‘Ela sabia’

O homem que supostamente deu as drogas que causaram a overdose de Demi Lovato falou ao site TMZ e afirmou que a cantora sabia que estava tomando substâncias ilegais – e muito mais fortes que medicamentos comuns.  Brandon Johnson concedeu uma entrevista em vídeo ao site e deu a própria versão da história.  Ele afirmou que foi chamado por volta das 4h por Demi Lovato e que, quando ela fazia essas ligações, era porque queria as substâncias que ele costumava fornecer. O traficante afirmou que eles tinham uma relação de amizade que às vezes chegava ao sexo, e que naquela madrugada, em específico, assistiu a programas de TV com a cantora e lhe forneceu as drogas.

The Batman | Ator de ‘Star Wars’ está interessado em papel no filme

Questionado se Demi sabia o que estava tomando, ele confirmou, apesar de dizer que não sabia exatamente o que estava misturado nas pílulas.

Ela sabia 100% o que estava tomando. Eu expliquei para ela que eram [pílulas] não farmacêuticas, que eram pílulas ilegais e muito mais fortes. Ela entendeu completamente”, disse Johnson.

Sobre as acusações de que abandonou o local quando viu que ela tinha uma overdose, Johnson negou. Demi Lovato foi encontrada em sua casa, desacordada, próximo das 11h da manhã e teve de ser hospitalizada. Segundo o TMZ as drogas dadas a ela eram uma mistura de oxicodona com fentanil – dois potentes anestésicos.

Fonte: UOL | Foto: Miguel Riopa