Coletivo de artistas negros do Grammy celebra ano histórico

As indicações ao Grammy de 2021 deram o que falar nos últimos dias. Além da esnobada em The Weeknd, que teve um dos maiores discos dos últimos meses, a premiação ainda enfrentou críticas por excluir gêneros musicais, inserir discos na categoria “errada” e mais. Agora, o Coletivo de Música Negra do evento enviou uma carta para artistas a respeito das indicações e elogiou o Grammy. O grupo tem nomes como Quincy Jones, John Legend, Debra Lee e mais.

+ ‘Godzilla vs. Kong’ pode ser lançado direto no streaming

[Parabéns] especialmente aos indicados negros que representam uma das listas de indicados mais inclusivas em anos. É um ano histórico, pois dez mulheres negras estão indicadas nas quatro categorias principais e mais de vinte negros indicadas estão representados nas categorias gerais. Além disso, pela primeira vez, todos os seis indicados para Melhor Álbum de Rap são artistas negros independentes. Isto é progresso”, diz um trecho da carta.

A carta ainda reconhece que essas indicações podem trazer certas decepções, mas firma que a Academia está lutando para ser cada vez mais inclusiva com o passar dos anos. Vale lembrar que a cerimônia de 2021 vai ter como apresentador Trevor Noah, um homem negro, como host do evento. Trevor comanda o The Daily Show, e inclusive já foi indicado ao Grammy e a um Emmy.

Fonte: TMDQA | Foto: Divulgação