Campanha apoia artistas impactados pela pandemia

Com a pandemia, muitas famílias e profissionais perderam parte ou toda renda. E o setor de arte e cultura é um dos que mais tem sofrido impactos. Segundo a pesquisa “Músicos e pandemia”, organizada pela União Brasileira de Compositores (UBC) em parceria com a ESPM com quase 900 artistas para entender o tamanho do impacto da pandemia no setor, 30% dos músicos ficaram sem renda, 56% não recebem por live e cerca de 86% dos profissionais tiveram alguma perda. Para apoiar artistas brasileiros de diversas categorias (atores, atrizes, dançarinos, músicos e artistas plásticos), a Beetools, startup de educação, acaba de lançar a campanha “Educação e Cultura Juntas”.

+ A-Ha: shows no Brasil são adiados para 2022

A iniciativa tem como objetivo apoiar artistas que estão impossibilitados de exercer sua arte, gerando uma fonte extra de renda. A campanha tem duração de um ano e pode ser renovada a depender do contexto econômico e sanitário do país. A mecânica é simples: a cada 20 alunos matriculados em cursos da Beetools, 25% da receita líquida dos planos vai ser  destinada a um artista participante, garantindo uma renda mensal de R$ 1.020,48 por um ano. Ao se inscrever para participar do projeto, o artista vai receber um kit de comunicação, contendo posts para redes sociais e um cupom que deve ser usado por quem se matricular na Beetools por indicação do profissional. Os detalhes da campanha no site da startup.

Fonte: Rádio Rock | Foto: Divulgação