Black Sabbath | Ozzy gostaria de reunir formação original para último show

Foram anos de trocas de farpas entre os integrantes do Black Sabbath e Bill Ward, baterista da formação original da banda, deixado de fora na reunião do grupo, em 2011. Ozzy Osbourne, agora, está se mostrando arrependido de não ter incluído o antigo companheiro. Em uma entrevista recente ao site Kerrang!, o Príncipe das Trevas disse ter um sentimento agridoce com relação ao último show da história da banda, realizado em fevereiro de 2017, na cidade natal deles, Birmingham, na Inglaterra, porque não eram os quatro juntos. Ozzy falou que não se sentiu bem com a última turnê mundial do grupo. Mesmo que ele tenha resolvido seus conflitos com o guitarrista Tony Iommi, ele ainda sentia a falta de Ward.

+ Confira o primeiro trailer de ‘Simonal’

Eu não gostei do fato de que Bill Ward não estava lá. As pessoas me culpam por isso, mas honestamente não foi culpa minha. Não tínhamos tempo para esperar, a gente precisava seguir em frente, mas eu sinto muito por não ter funcionado com o Bill”, confessou o vocalista da banda.

No anúncio da reunião da banda, em 2011, foi anunciado que Ward participaria da volta do Sabbath, mas ele não tocou no último disco da banda, muito menos seguiu em turnê com o grupo. Ward disse ter sido colocado para escanteio por conta de uma disputa contratual com o restante dos integrantes, enquanto o próprio Ozzy chegou a dizer, algumas vezes, que o baterista não estava em forma para ser capaz de gravar um disco e sair em turnê, o que Ward negava veementemente. Recentemente, Ozzy revelou as novas datas de todos os shows que cancelou no Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Japão entre o fim de 2018 e 2019. As apresentações devem ocorrer entre janeiro e março de 2020. Além das que precisavam de reposição, outras seis foram adicionados à lista, em Nottingham, Manchester, Newcastle, Glasgow e Birmingham.

Fonte: Rolling Stone | Foto: Divulgação