As 50 músicas mais emblemáticas de todos os tempos

Um estudo da Goldsmiths, da Universidade de Londres, identificou os segredos das 50 músicas mais emblemáticas de todos os tempos, segundo a ciência. Como qualquer lista do tipo, o resultado final deve gerar controvérsias.

O responsável pela pesquisa foi Mick Grierson, músico e doutor em Ciência da Computação. Com base em sete listas de “melhores músicas da história da humanidade”, retiradas de revistas como Rolling Stone, NME e Q, ele conseguiu apontar as principais semelhanças entre as melodias e letras que passaram a ser chamadas de “clássicas” conforme os anos.

Grierson descobriu, por exemplo, que as músicas clássicas costumam ter em torno 500 batidas – pulsando, em média, a 125 bpm por minuto. Com exceção feita aos hinos do punk, elas também possuem uma boa variedade de acordes, entre cinco e oito, e são tocadas com duas a cinco notas.

No final, o relatório concluiu que a variedade de ritmos, acordes e timbres é essencial para a criação de um clássico musical. Grierson, no entanto, refuta a ideia de uma fórmula. “Se você quiser criar grande música, precisa fazer apenas com ela soe muito bem”, disse.

Assim como em outras listas, Smells Like Teen Spirit, do Nirvana, saiu vencedora do levantamento, reunindo mais elementos considerados ideais para uma música memorável.

musicas

Fonte: GQ