007 | Após comentários racistas, Idris Elba diz que não vai brigar para ser James Bond

Responsável por dar vida ao James Bond com maestria há quase 15 anos nos cinemas, Daniel Craig anunciou recentemente que está cada vez mais perto de se aposentar do papel. Enquanto nos aproximamos do lançamento de Bond 25, o próximo — e último — filme na pele do agente, a procura por um novo 007 está mais forte do que nunca. Um dos principais cotados para assumir a posição era o britânico Idris Elba, conhecido por estrelar algumas produções de peso, como a série The Wire, da HBO, e o filme Beasts of no Nation, da Netflix. No entanto, durante uma entrevista à Vanity Fair, o ator contou que alguns comentários tóxicos, feitos após a possível escalação, o fizeram desanimar da hipótese de aceitar algum convite.

Fiquei com o coração partido quando ouvi pessoas dizendo: ‘Não é possível’. No final das contas, sabia que era por causa da cor da minha pele. E se eu aceitar e não der certo? Teria sido pela cor da minha pele? É uma posição complicada de se colocar, e eu não preciso disso”, comentou o ator.

+ Dave Grohl canta ‘My Hero’ para médico que o socorreu no palco; confira

Idris aproveitou também a ocasião para falar a respeito da importância do personagem no cotidiano, mas ressaltou que, no momento, não tem mais o ímpeto de interpretá-lo nessas circunstâncias:

O James Bond é esse personagem icônico e querido, que move a audiência para uma verdadeira jornada. Claro que se alguém me propusesse, ‘você quer ser James Bond?’, eu diria que sim. É fascinante pra mim. Mas não é um desejo. Eu não penso em ser o James Bond negro”, finalizou Elba.

Fonte: Adoro Cinema | Foto: Divulgação