UCSfm transmite a 11ª edição do Mississippi Delta Blues Festival

Está chegando mais uma edição do maior Festival de Blues da América Latina. E com ele, uma carga fantástica de adrenalina e expectativa, já que todos os anos a organização do Mississippi Delta Blues Festival procura proporcionar aos Blues Fans momentos inesquecíveis. Tudo isso é levado muito a sério, tanto que, quando termina uma edição, uma próxima já foi idealizada por parte de quem executa o festival. Aliás, para os Blues Fans fica a saudade e a contagem regressiva para o lançamento da edição futura. Mas o que faz isso acontecer? Podemos dizer que a energia da cidade do Blues, o envolvimento e a proximidade dos artistas e do público, o carinho e a dedicação da equipe que pensa, cria, projeta e executa cada edição. Ou então, que o Blues tem a sua própria magia, e é ela quem se encarrega e faz com que tudo aconteça. Com chuva ou Sol, cada edição do MDBF fica registrada não só na memória, mas em uma parte significativa da vida de cada um que já vivenciou o evento. E a UCSfm))), a rádio oficial do MDBF, marca presença na Cidade do Blues, nos dias 22, 23 e 24 de novembro, a partir das 18h com uma transmissão especial para os ouvintes (confira no fim desta publicação).

+ Conheça a história do Mississippi Delta Blues Festival

Intitulada Shack Edition, a edição 2018 faz uma homenagem ao Front Porch Stage, a “Casinha do Blues”, espaço que tem um valor sentimental para os caxienses e todos os turistas que vem a cada ano prestigiar e se divertir no MDBF. Construída nos moldes dos casebres do Mississippi onde muitos dos Bluesmen originais nasceram e viveram, o palco é carinhosamente chamado pelo baixista Bob Stroger de “minha casa”. Com um line-up e estrutura pensados especificamente para esta edição, os Blues Fans podem assistir dois shows do baixista. Já podemos imaginar e sentir um daqueles finais de tarde de MDBF, com um pôr do sol espetacular ao som de Bob Stroger e The Headcutters fazendo a mágica do Blues acontecer.

Bob Stroger | Foto: Rafa Moschen

São, aproximadamente, 70 shows divididos em seis palcos: Hopson Stage, Magnolia Stage, Front Porch Stage, Folk Stage, Mississippi Stage e Flea Market Stage. E como o MDBF preza pela presença dos expoentes mais autênticos do Blues, você vai poder assistir aos shows internacionais de nomes como o da Diva revelação do Mississippi, J.J.Thames, dona de um poderio vocal impressionante e que vai encerrar a edição 2018 do MDBF no palco principal. Esta será a primeira vez que uma mulher vai encerrar o Mississippi Delta Blues Festival.

+ Confira os melhores registros dos festivais anteriores

O indiano radicado na Califórnia, Aki Kumar, que faz uma fusão do Blues com a música de Bollywood, traz ares diferentes para a Cidade do Blues. E o que falar do guitarrista britânico Ian Siegal, que retorna após uma performance inesquecível em 2017? Bill “Howl-N-Madd” Perry, uma das grandes vozes do Hill Country Blues ainda vivas, que vai se apresentar ao lado da filha, a cantora, compositora e pianista Shy Perry. No palco dedicado às vozes femininas do Festival, ela que é uma das maiores artistas da música brasileira, Angela Ro Ro, que desde outras edições já estava na mira da organização do festival.

+ Está com alguma dúvida? Confira alguma informações importantes

No Hopson Stage, palco principal, toda a autenticidade do bluesman Zé Pretim; o ex-Baseado em Blues, André Casquilho, se apresenta à frente da Blues Groovers, e o carioca Marcelo Villela, conhecido como um dos primeiros músicos a montar uma banda de Blues no Brasil, a Doctor Blues, acrescentam mais do Blues nacional ao palco principal. As vozes femininas seguem muito bem representadas com a idealizadora e produtora dos projetos Singing the Blues e Alma Brasileira, Claudia Sette, e a cantora e compositora nascida nos EUA, Rodica Weitzman, entre outras tantas atrações nacionais e internacionais.

O guitarrista britânico Ian Siegal na edição 2017 do MDBF | Foto: Gustavo Faraco

Destaque também para o Overseas Stage, espaço dedicado à dança no MDBF e que vai apresentar, na edição 2018, uma performance que faz uma relação de como a cultura brasileira e a cultura americana foram afetadas pela chegada dos povos africanos, e como este reflexo reverbera até os dias atuais nas manifestações socioculturais. Duas intervenções artísticas ocorrem na Plataforma de Embarque da Estação Férrea, às 21h10 e às 23h20.

+ Não conhece Caxias do Sul? Confira algumas dicas de turismo

E se você está circulando pelo festival e tiver interesse em aprofundar seu conhecimento sobre o Blues e a música em geral, pode fazer parte dos diversos workshops que ocorrem nos três dias do evento. Não há necessidade de inscrição e/ou conhecimento musical prévio. Organizado pela Teclas & Cordas – Cursos de Música, com curadoria de Ricardo Biga, a programação da edição 2018 ficou assim:

Quinta-feira (22/11)
23h20 – Enzo Viero – Violão Blues (RS) & Rhaysa Santos – Voz (RS)

Sexta-feira (23/11)
19h – Marcelo Villela – Guitarra (RJ)
21h10 – Alexis Radoux – Vocal & Guitarra (França)
23h – Trilhos Dançantes – Dança – Valéria Ramb (RJ) & Clube Ballroom RS)
23h20 – Sonja – Voz (RJ)

Sábado (24/11)
19h – Ivan Mariz – Guitarra (RJ)
21h10 – Joe Marhofer & Ricardo Macca – Gaita e Guitarra (SC)
23h – Trilhos Dançantes – Dança – Valéria Ramb (RJ) & Clube Ballroom RS)
23h20 – Marcelo Naves – Gaita (SP)

Espaço Blues Art Ville | Foto: Elisa Comandulli

Além de muita música, os artistas visuais marcam presença a sete edições no Blues Art Ville, espaço que conta com a curadoria da sempre antenada Mona Carvalho. O público poderá prestigiar e adquirir trabalhos que dialogam com a temática do Blues, aproximando diferentes segmentos artísticos e revelando novos talentos. E também participar de oficinas. O festival também incentiva a integração entre o público de diferentes lugares com os caxienses promovendo a Hospedagem Solidária. Por meio do site, o MDBF ajuda hóspedes e hospitaleiros a se encontrarem para compartilhar espaços e dividir a experiência de curtir o festival. Bacana né?

+ Tá afim de hospedar alguém em sua casa durante o MDBF? 

Espera aí que tem mais: antes e durante o MDBF são promovidas ações que buscam aproximar o Festival da comunidade e de entidades que realizam trabalhos assistenciais em Caxias do Sul. A principal delas é o Gives Back. Em 2018, o Lar da Velhice São Francisco de Assis, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e a Associação dos Pais e Amigos dos Deficientes Visuais (Apadev) vão receber apresentações de algumas das atrações do festival. Além do Gives Back, foram realizadas 8 edições do Preview MDBF durante os meses de outubro e novembro. As apresentações abertas ocorreram em Caxias do Sul e Farroupilha. E as apresentações em bares, nas cidades de Lajeado e Garibaldi. E aguarde… pois em 2019 teremos muitas novidades envolvendo o Preview MDBF.

+ Confira como chegar ao MDBF 2018 Shack Edition

Você acha que paramos por aqui? Negativo! Para aqueles que querem aprofundar ainda mais a experiência do Mississippi Delta Blues Festival, a dica é o Blues Tour, um passeio diurno por diversos pontos da cidade escolhidos a dedo pela equipe do MDBF. Além disso, em cada um desses locais os participantes do tour ainda vão ser brindados com uma atração musical ao vivo diferente unindo o prazer de conhecer mais profundamente essa parte da Serra Gaúcha sem se desconectar da aura musical do Festival.

+ Acesse mais informações sobre o Blues Tour

Preparados para mais uma edição?! Confira os palcos e horários de shows:

HOPSON STAGE

Espaço que recebe os principais shows do MDBF e é inspirado na antiga General Store da Hopson Plantation – lugar icônico do Blues no Mississippi

Quinta-feira (22/11)
20h – Hino Nacional com Tita Sachet
20h05 – 21h05: Projeto Elegance com Rafa Gubert & Tita Sachet (RS)
22h15 – 23h15: Zé Pretim (MS)
00h25 – 00h30: *Crossroads Time
00h30 – 01h30: Ian Siegal (USA)

Sexta-feira (23/11)
20h: Hino Nacional
20h05 – 21h05: André Casquilho & Blues Groovers (RJ)
22h15 – 23h15: Fred Sunwalk & The Dog Brothers (SP)
00h25 – 00h30: *Crossroads Time
00h30 – 01h30: Aki Kumar (Índia – USA)

Sábado (24/11)
20h: Hino Nacional
20h05 – 21h05: Marcelo Villela (RJ)
22h15 – 23h15: Bill “Howl´N´Madd” Perry (MS/USA)
00h25 – 00h30: *Crossroads Time
00h30 – 01h30: J. J. Thames – Mississippi Blues Diva (MS/USA)

*Crossroads Time – É a hora da encruzilhada que antecede o grande show da noite.

Magnolia Stage | Foto: Rodrigo Onzi

MAGNOLIA STAGE

Com ambientação inspirada nas mulheres o palco é dedicado às grandes vozes femininas do Festival

Quinta-feira (22/11)
19h – 20h: Rhay’s Soul Project (RS)
21h10 – 22h10: Jes Condado & Natacha Seara (ARG)
23h20 – 00h20: Claudia Sette (RJ)

Sexta-feira (23/11)
19h – 20h: Etiene & The Blacksouls (RS)
*Performance Crowns
21h10 – 22h10: Angela Ro Ro (RJ)
23h20 – 00h20: Sharo “Shy” Perry (MS/USA)

Sábado (24/11)
19h – 20h: Rodica (USA) & Blues Groovers (RJ)
21h10 – 22h10: Sonja (RJ)
23h20 – 00h20: Vanessa Collier (TX/USA)
*Performance Crowns

* Performance “Crowns” – Fará um resgate da simbologia das “Crowns” – que são os chapéus vestidos pelas mulheres sulistas americanas da Bible Belt. Duas intervenções no Magnolia Stage nos horários: 19h50min e 00h10min.

Bob Stroger no Front Porch Stage | Foto: Pretz

FRONT PORCH STAGE

A “Casinha do Blues” foi construída nos moldes dos autênticos “shacks” do Mississippi que serviram de lar para um número incontável de Bluesmen. Só quem já presenciou um show no Front Porch entende a magia que acontece naquela varanda

Quinta-feira (22/11)
19h – 20h: Trash Panda Creek Band (USA)
21h10 – 22h10: Trash Panda Creek Band (USA)
23h20 – 00h20: Bill “Howl´N´Madd” Perry (MS/USA)
01h30 – 02h30: Bill “Howl´N´Madd” Perry (MS/USA)

Sexta-feira (23/11)
19h – 20h: Bob Stroger (IL/USA) & The Headcutters (Itajaí/SC)
21h10 – 22h10: Bob Stroger (IL/USA) & The Headcutters (Itajaí/SC)
23h20 – 00h20: J. J. Thames – Mississippi Blues Diva (MS/USA)
01h30 – 02h30: J. J. Thames – Mississippi Blues Diva (MS/USA)

Sábado (24/11)
19h – 20h: Bob Stroger (IL/USA) & The Headcutters (Itajaí/SC)
21h10 – 22h10: Bob Stroger (IL/USA) & The Headcutters (Itajaí/SC)
23h20 – 00h20: Ian Siegal (UK)
01h30 – 02h30: Ian Siegal (UK)

FOLK STAGE

Palco dedicado a esse gênero fortemente influenciado pelo Blues.

Quinta-feira (22/11)
19h – 20h: Ricardo Biga Simple Acoustic (RS)
21h10 – 22h10: Ricardo Biga Simple (RS)
23h20 – 00h20: Flavio Ozelame (RS) & Ivan Mariz (RJ)
01h30 – 02h30: Flavio Ozelame (RS) & Ivan Mariz (RJ)

Sexta-feira (23/11)
19h – 20h: TNG Duo (RS)
21h10 – 22h10: TNG Duo (RS)
23h20 – 00h20: Fabrício Beck & Bando Alabama (RS)
01h30 – 02h30: Fabrício Beck & Bando Alabama (RS)

Sábado (24/11)
19h – 20h: Trash Panda Creek Band (USA)
21h10 – 22h10: Trash Panda Creek Band (USA)
23h20 – 00h20: Gallie (IRL)
01h30 – 02h30: Gallie (IRL)

Mississippi Stage | Foto: Gustavo Faraco

MISSISSIPPI DELTA STAGE

O palco do templo do Blues no Brasil já abrigou shows de verdadeiras lendas do gênero. Durante o MDBF é o lugar onde acontecem as jam sessions mais inacreditáveis do evento

Quinta-feira (22/11)
20h – 21h: Marco Lacerda & Marcus Kenyatta (RJ)
21h30 – 22h30: Marco Lacerda & Marcus Kenyatta (RJ)
23h30 – 00h30: The Headcutters (SC)
01h30: The Headcutters (SC)

Sexta-feira (23/11)
20h – 21h: Muralha Trio (RS)
21h30 – 22h30: Muralha Trio (RS)
23h30h – 00h30: Alamo Leal (RJ) & Luca Giordano (ITA) Blues Revue
01h30h: Alamo Leal (RJ) & Luca Giordano (ITA) Blues Revue

Sábado (24/11)
20h – 21h: Zé Pretim (MS)
21h30 – 22h30: Zé Pretim (MS)
23h30 – 00h30: André Casquilho & Blues Groovers (RJ)
01h30: André Casquilho & Blues Groovers (RJ)

FLEA MARKET STAGE

O mercado aberto inspirado na Maxwell Street de Chicago no MDBF

Quinta-feira (22/11)
19h – 20h: Enzo Viero (RS)
21h10 – 22h10: Enzo Viero (RS)
23h20 – 00h20: Marcelo Villela & Alamo Leal (RJ)
01h30: Marcelo Villela & Alamo Leal (RJ)

Sexta-feira (23/11)
19h – 20h: Laranjeletric (RJ)
21h10 – 22h10: Laranjeletric (RJ)
23h20 – 00h20: Trash Panda Creek Band (USA)
01h30: Trash Panda Creek Band (USA)

Sábado (24/11)
19h – 20h: Fran Duarte canta Aretha Franklyn
21h10 – 22h10: Jes Condado & Natacha Seara (ARG)
23h20 – 00h20: Claudia Sette (RJ)
01h30: Lennon Z & The Sickboys Trio (RS)

Lennon Z | Foto: Pretz

UCSfm))) transmite os três dias do Festival pelo sexto ano consecutivo

A UCSfm, emissora oficial do Mississippi Delta Blues Festival 2018, vai transmitir os três dias da 11ª edição do MDBF a partir das 17h da quinta-feira (22). A largada é dada no programa Via Expressa, com Fernando Machado, direto do Largo da Estação Férrea, em Caxias do Sul, na Conexão UCSfm))). Às 19h, a transmissão segue apenas pela web com a presença dos comunicadores Anderson Madalosso, Eduardo Borile Junior, Flávia Vidor e Patrícia Larentis. Das 20h às 22h, a programação prossegue com destaque para os artistas que se apresentam no Front Porch Stage (a “Casinha” do MDBF). Esse é o sexto ano consecutivo que a emissora transmite os três dias do Festival.

SERVIÇO:

Mississippi Delta Blues Festival 2018 – Mississippi Shack Edition
Quando: 22, 23 e 24 de novembro no Largo da Estação Férrea em Caxias do Sul
Site: www.mdbf.com.br
Ingressos: Sympla

+ Em 2019 o Mississippi Delta Blues Festival desembarca pela primeira vez no Rio de Janeiro. A Bottle Trees Edition ocorre nos dias 23, 24 e 25 de maio de 2019, no HUB RJ. Informações pelo e-mail: [email protected]

Foto principal: Gustavo Faraco

Central de Conteúdo UCSfm