The Raconteurs recriam capa censurada dos Beatles em novo disco

O grupo The Raconteurs lançou o terceiro disco da carreira, depois de uma década sem novos projetos, na última sexta, 21. Intitulado de Help Us Stranger, o disco, além de marcar o retorno do grupo, tem uma curiosidade peculiar. A edição especial em vinil do álbum vem com uma capa alternativa que, quando removida revela uma versão do notório “Yesterday and Today” dos Beatles de 1966. Já conhecida pelas brincadeiras nas embalagens, a gravadora Third Man, de Jack White, produziu uma versão da “capa de açougueiros” dos britânicos.

Segundo a Variety, não adianta procurar essa versão de Help Us Stranger. As cópias foram enviadas apenas para quem se inscreveu em uma assinatura trimestral de US $ 60 do Vault. A única forma de obter o novo disco é no mercado de revenda. A edição padrão chegou às lojas nos Estados Unidos na última sexta, 21. Na capa alternativa, o logotipo da Third Man fica no canto onde ficava a marca da Capitol em 1966, e a tipografia do título do álbum e da lista de faixas são idênticas. As cabeças de Jack White, Brendan Benson, Patrick Keeler e Jack Lawrence ocupam o lugar dos Beatles na capa.

Veja abaixo uma reprodução das capas:

+ The Beatles no Acordeon lança álbum gravado ao vivo no Cavern Club

 

Assim como os Beatles, os Raconteurs dividem as funções de cantor/compositor entre os dois vocalistas principais. Então, se você sempre quis saber se White se considera o Lennon ou McCartney do grupo, a capa oferece uma dica: nessa recriação, ele é Paul e Brendan Benson é John. “Paul é meu Beatle favorito”, disse White à MTV em 2009. “Ele tem sido uma grande influência para mim – especialmente o jeito que ele canta. Eu ouvi a versão de uma música que eles fizeram chamada “Hippy Hippy Shake”. Paul cantou eu amei o quão alto foi. Minha voz não é confortável nessa faixa mais alta, mas essa música foi uma grande influência em mim tentando colocar minha voz em algum lugar assim”.

Em 1966, os Beatles contrataram o fotógrafo Robert Whitaker para fazer a foto da capa de “Yesterday and Today”. O fotógrafo “sabia do nosso humor duvidoso”, disse Paul McCartney. “E ele disse: ‘Eu tenho uma ideia – coloquem esses jalecos brancos de laboratório’. Não pareceu muito ofensivo para nós. Mas aí apareceram bonecas e muita carne. Eu realmente não sei o que ele estava tentando dizer, mas parecia um pouco mais original do que as coisas que o resto das pessoas estavam fazendo.”

John Lennon amarrou o conceito de capa aos eventos da época, dizendo: “Se o público pode aceitar algo tão cruel quanto a guerra, eles podem aceitar essa capa.” George Harrison foi o menos entusiasmado com a sessão de fotos, achou “grosseiro” e “estúpido”. No entanto, a Capitol Records concordou. Foi relatado que 60 mil cópias foram enviadas para as lojas antes de a gravadora emitir um recall no dia anterior ao lançamento do álbum. Algumas cópias foram vendidas pelas lojas de qualquer maneira, mas a maioria foi enviada de volta, conforme solicitado. A grande maioria foi destruída, mas para não atrasar muito mais o lançamento de Yesterday and Today, a Capitol pegou alguns dos LPs existentes e colou novas capas mais genéricas sobre a imagem ofensiva.

Fonte: Rolling Stone