Spotify alcança 232 milhões de assinantes, mas menos da metade paga por isso

O Spotify revelou nesta quarta-feira (31), as novidades agridoces do segundo trimestre do ano. O gigante suíço dos streamings de música cresceu e tem agora cerca de 232 assinantes em todo o mundo usando o serviço mensalmente, marcando um crescimento de audiência de 29% se comparado com o mesmo período em 2018 – mas o número de assinantes pagantes é de apenas 108 milhões, representando um crescimento menor do que o previsto. No primeiro trimestre eram 100 milhões. O interesse de novos usuários de streaming em se cadastrar em promoções (como o desconto para estudantes) foi “abaixo do planejado” nos últimos três meses, e “a culpa é nossa,” disse o Spotify em nota.

+ Metallica | Show de aniversário de 20 anos de disco sinfônico vai virar filme

A empresa relatou um retorno total de cerca de R$ 7,05 bilhões no trimestre, uma renda 31% maior, como esperado, e a perda foi menor do que o valor antecipado, animando assim os investidores que acreditam que a companhia finalmente vai começar a lucrar. O Spotify também destacou que o ramo do podcast – no qual investe agressivamente – viu um aumento de audiência de mais de 50% desde o último trimestre. Cabe lembrar que, neste semana, a Apple também compartilhou os resultados trimestrais. A empresa da maçã não revelou, especificamente, a margem de lucro ou usuários ativos do Apple Music, somente o ganho de US$ 11,5 bilhões da unidade de Serviços (que inclui o Apple Music) e outros softwares.

Fonte: Rolling Stone | Foto: Divulgação