‘Roma’ ganha Bafta de melhor filme

A favorita, filme do grego Yorgos Lanthimos, conquistou neste domingo (10) sete prêmios na 72ª edição do Bafta, principal premiação do cinema britânico. Mas Roma, a ode à infância do mexicano Alfonso Cuarón, conseguiu a estatueta mais cobiçada da noite, o de Melhor Filme. Roma levou também os prêmios de Melhor Filme em Língua Não Inglesa, Melhor Diretor e Melhor Direção de Fotografia, estes dois últimos para Cuarón, responsável também pelo roteiro do longa. O filme do mexicano saiu da cerimônia com quatro dos setes prêmios para os quais havia sido indicado. A favorita havia recebido 12 indicações. O filme venceu nas categorias de Melhor Atriz (Olivia Colman), Melhor Atriz Coadjuvante (Rachel Weisz), Melhor Maquiagem e Penteados, Melhor Design de Produção, Melhor Filme Britânico, Melhor Roteiro Original e Melhor Figurino.

Grammy 2019 consagra ‘This is America’, de Childish Gambino

Além dos dois grandes vencedores da noite, a biografia de Freddie Mercury, Bohemian Rhapsody, terminou a premiação com duas das máscaras douradas do Bafta. Rami Malek subiu ao palco para receber o prêmio de Melhor Ator Protagonista e o filme de Bryan Singer – que recentemente foi acusado de agressão sexual e que foi demitido das filmagens antes do final – levou também o prêmio de Melhor Som. Já Nasce uma estrela levou o de Melhor Trilha Sonora, prêmio que foi recebido por Bradley Cooper, autor da trilha junto com Lukas Nelson e a ausente Lady Gaga.

Fonte: G1 | Foto: Joel C. Ryan