Paulo Ribeiro lança ‘O Papa era um Rolling Stones’, em Caxias

O escritor Paulo Ribeiro lança a terceira obra em 2018 e a 27ª da carreira literária, iniciada há mais de 30 anos. O livro O Papa era um Rolling Stones tem sessão de autógrafos neste sábado (15), às 17h, na Do Arco da Velha Livraria e Café (Rua Dr. Montaury, 1570 – Centro), em Caxias do Sul. O livro vai ser comercializado ao valor promocional de R$ 20 no evento de lançamento. O romance traz referências históricas reais ou fictícias, como as torturas do Regime Militar, as nunca suficientemente esclarecidas mortes de Castelo Branco e de Jango, ou um inusitado encontro, em Nova Iorque, entre John Lennon e Leonel Brizola em sua época de exílio americano. Conversamos com o escritor Paulo Ribeiro no programa Café com notícias desta sexta-feira (14), apresentado pelo jornalista Eduardo Borile Junior. Confira a entrevista na íntegra:

‘Yoga na Praça’ ocorre neste sábado, em Caxias

Sinopse: uma semana após lançar o antológico álbum Rubber Soul, em 1965, The Beatles vieram ao Brasil, ao Sul, e realizaram um show em uma brizoleta, as escolas interioranas criadas por Leonel Brizola. Honestino Mentiroso é um dos jovens que assistiu ao show e, ao nascer o seu filho, lhe dá o nome de Leonel Lennon. E o menino tem então sua formação musical escondida do pai, um beatlemaníaco inveterado, que o proíbe de escutar outras músicas senão dos Beatles. Escutar Rolling Stones era uma heresia, e o menino é flagrado ouvindo não Rolling Stones, mas uma canção em homenagem aos Rolling Stones. O menino é punido severamente por isso, o que refletirá no seu futuro e vida desordenada na adolescência perdida. | Foto: Ernani Carraro

Central de Conteúdo UCSfm