Paul McCartney comenta críticas que Quincy Jones fez a ele e aos Beatles

Paul McCartney finalmente comentou as duras críticas que Quincy Jones fez a ele e aos Beatles no começo deste ano. À época, o lendário produtor chamou a banda de “a pior do mundo”, Macca de “o pior baixista que já ouvi”, além de destilar veneno sobre vários outros nomes da música, como Michael Jackson. Em entrevista à GQ, o músico revelou que Jones telefonou pedindo desculpas depois do episódio, além de afirmar que não disse nada daquilo.

Ele me ligou e eu estava em casa sozinho. Terminei de trabalhar, então tomei um drinque e estava dançando em casa, cozinhando, tomando um pouco de vinho, estava de bom humor e não ligando para nada. Então eu recebo um telefonema: ‘É o Sr. McCartney?’ ‘Sim’. ‘Quincy gostaria de falar com você.’ Porque ele sempre trabalhou com seguranças. Eu disse: ‘Ei, Quincy!’ ‘Paul, como você está, cara?’ ‘Eu estou indo muito bem — como você está, seu filho da puta?!’ Eu estava apenas brincando com ele. ‘Paul, eu não falei isso, não sei o que aconteceu, cara. Eu nunca disse isso. Você sabe que eu amo vocês!’

+ Kaiser Chiefs anuncia lançamento de novo álbum

Sir McCartney ainda revelou que, se soubesse que Quincy havia dito aquilo mesmo, teria falando: “vá se foder, Quincy Jones!”. Justo, não? Ao que tudo indica, o ex-beatle levou tudo na brincadeira, chamando ainda o produtor de “filho da puta louco”, e ainda disse que o ama e o respeita.

Quincy Jones
Com um currículo de respeito, o produtor e cantor trabalhou com nomes como Louis Armstrong, Tony Bennett, Ray Charles, Aretha Franklin e Michael Jackson, de quem, entre outros álbuns, produziu o lendário Thriller (1982).

Fonte: TMDQA!